Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

quinta-feira, março 02, 2017

Trabalhar com segurança em telhados

Trabalhar em telhados pode ser perigoso e é fundamental que existam normas de segurança rigorosas, tanto para trabalhos em longo prazo como para trabalhos em curto prazo. A presente ficha contém informações básicas sobre segurança no trabalho em telhados, mas não pode indicar regras pormenorizadas.


PRECAUÇÕES NO TRABALHO EM TELHADOS

A OBRA É NECESSÁRIA?
O melhor modo de evitar uma queda de um telhado ou através dele é, em primeiro lugar, não subir. Sendo necessário executar o trabalho, será possível fazê-lo sem ter de acesso ao telhado ou reduzindo o tempo de sua permanência? Pode ser possível, por exemplo, montar parcialmente partes do telhado ao nível do solo, por forma a minimizar o tempo despendido em trabalhos em altura.

ANTES DE INICIAR O TRABALHO
Antes de se iniciarem quaisquer trabalhos em telhados, deve ser efetuado  avaliação dos riscos. Devem ser disponibilizados os equipamentos de trabalho necessários e executados as medidas e métodos de trabalho adequados. Além disso, os trabalhadores devem dispor de indicações claras e de formação suficiente (experiência). Todos os trabalhos em telhados, incluindo os de curta duração (que demoram minutos e não horas), requerem um planejamento cuidadoso, de modo a minimizar os riscos para os trabalhadores.

PREVENÇÃO DE QUEDAS
Devem ser adotadas medidas preventivas sempre que há risco de queda durante ao acesso, trabalhar em ou descer de um telhado.
Devem ser tomadas medidas de proteção coletiva contra os riscos de queda com base nos resultados das avaliações dos riscos, antes de serem tomadas medidas de proteção individual.
Qualquer proteção contra quedas (como sejam os guarda- -corpos) deve ser suficientemente resistente para impedir ou travar quedas e impedir que os trabalhadores sofram danos.
As medidas de prevenção de quedas devem ser postas em prática antes de se iniciar o trabalho em altura e mantidas até a  sua conclusão. Durante a realização de trabalhos em telhados, devem levar em conta as condições atmosféricas, já que  a chuva ou umidade ou vento podem aumentar significativamente o risco de queda de pessoas ou materiais.

QUEDA DE MATERIAIS
A queda de materiais pode matar. Não se deve lançar nada de um telhado. Proceda da seguinte maneira:
■ utilize condutos de entulho fechados ou desça os materiais até ao solo;
■ não deixe acumular material susceptível de cair;
■ impeça o acesso a áreas perigosas sob o telhado ou adjacentes;
■ utilize redes de proteção, vias de passagem coberta ou outras proteções semelhantes para evitar que a queda de materiais que cause danos;
■ sempre que possível, evite que se carreguem objetos grandes e pesados para os telhados;
■ assegure a correta armazenagem de todos os materiais, em especial com tempo ventoso.

FORMAÇÃO
Quem trabalha em telhados necessita de conhecimentos, competências e experiência adequadas para trabalhar em segurança. Os trabalhadores necessitam de formação que lhes permitam reconhecer os riscos, compreender os métodos de trabalho apropriados e disporem das competências necessárias para executar, como, por exemplo, trabalhar com uma plataforma móvel de acesso ou instalar e utilizar sistemas de linha de vida.

TIPOS DE TELHADOS

TELHADOS PLANOS
Trabalhar em telhados planos comporta um risco elevado. As pessoas podem cair:
■ da extremidade de um telhado completo;
■ da extremidade onde se está a trabalhar;
■ de aberturas, fendas ou clarabóias frágeis.
É necessário adotar medidas preventivas no trabalho em telhados planos sempre que há risco de queda. Podem ser necessárias medidas preventivas no beiral do telhado, nas aberturas, nos pontos de acesso ao telhado e nas clarabóias frágeis.

TELHADOS INCLINADOS
Em telhados inclinados, as pessoas podem cair:
■ dos beirais;
■ escorregando pelo telhado e transpondo os beirais;
■ internamente, através do telhado;
■ das cumeeiras
A proteção das bordas tem de ser suficientemente resistente para suportar uma pessoa que caia contra ela. Quanto mais inclinado for o telhado, mais forte terá de ser a proteção. As plataformas de acesso mecânicas podem proporcionar um local de trabalho seguro, em alternativa ao trabalho no próprio telhado. Podem ser particularmente úteis em trabalhos de curta duração e em demolições, quando se criam aberturas no telhado.
É necessário assegurar acessos, saídas e locais de trabalho seguros. Uma vez que as telhas podem não constituir uma base segura, pode ser necessário utilizar passarelas ou equipamento semelhante.

TELHADOS FRÁGEIS
Entende-se por material frágil aquele que não suporta de forma segura o peso de uma pessoa e de qualquer carga transportada.
Muitos componentes de telhados são ou podem tornar-se frágeis. As telhas; fibrocimento, a fibra de vidro e o plástico tendem geralmente a tornar-se mais frágeis com o tempo e os telhados metálicos podem enferrujar. As placas de telhados mal reparados podem não ter sustentação suficiente. Os telhados podem ainda ter zonas frágeis (como é o caso das clarabóias) não imediatamente aparentes e podem ser temporariamente frágeis, em especial durante a construção.
Um telhado frágil não é um local de trabalho seguro, pelo que não deve haver acesso  sem medidas de prevenção adequadas.

TELHADOS INDUSTRIAIS
O trabalho em coberturas industriais implica riscos de queda:
■ da extremidade do telhado;
■ através de aberturas no telhado não completo;
■ através de placas;
■ do revestimento exterior, quando é inevitável haver aberturas não protegidas;
■ da estrutura, (aberturas provisórias) quando se descarregam placas da cobertura;
■ através de clarabóias ou coberturas frágeis ou de fixação temporária.

Um bom planejamento pode reduzir significativamente os riscos ligados às coberturas industriais. Eis alguns elementos-chave:
■ Redução da necessidade de deslocação dos trabalhadores no telhado, através de:
• utilização de armazenagem próximo ao local;
• entrega das placas certas à medida que estas vão sendo necessárias, no local certo e no momento certo;
• instalação de pontos de acesso adequados à posição em que se trabalha.
■ Minimização das probabilidades de queda através da segurança do local de trabalho, e não confiando apenas no equipamento de proteção contra quedas.

TRABALHO EM TELHADOS JÁ EXISTENTES
Este tipo de trabalho inclui a inspeção, a manutenção e a limpeza, bem como a reparação, a remoção e o desmantelamento.
É frequente pessoas não especializadas, tais como técnicos de limpeza, encarregados de pequenas reparações em edifícios, efetuarem trabalhos de inspeção e limpeza.
Tais trabalhos não devem ser efetuados sem uma avaliação dos riscos adequada, um planejamento correto, as precauções necessárias nem sem supervisão.

Planejamento do trabalho em telhados antigos
O trabalho em telhados antigos exige planejamento cuidadoso, já que é necessário:
■ identificar partes frágeis do telhado;
■ identificar medidas preventivas;
■ estar em contacto com o cliente (sempre que necessário);
■ em determinados casos, efetuar em estudo estrutural e, em todos os casos,
■ uma avaliação dos riscos.

Sempre que se planeja a reparação, a renovação ou a desmontagem de telhado deve-se estudar o modo como os materiais vão ser retirados e armazenados. São necessárias salvaguardas de proteção dos trabalhadores contra quedas ao longo de todo o processo de retirada. É essencial adotar um método de trabalho seguro para a demolição ou a desmontagem e  a retirada de materiais do telhado.

CONSULTA
É necessário consultar os trabalhadores, uma vez que o recurso ao conhecimento destes contribui para assegurar a identificação dos riscos e a implementação de soluções. Os trabalhadores devem ser consultados sobre as medidas de segurança e saúde, bem como previamente à introdução de novas tecnologias ou novos produtos. A consulta contribui para assegurar o envolvimento dos trabalhadores nos procedimentos e melhoramentos em matéria de segurança e saúde no trabalho.

LEGISLAÇÃO

OUTRAS INFORMAÇÕES

Fonte: EU-OSHA - Agência Européia para a Segurança e a Saúde no Trabalho, artigo adaptado

Marcadores: , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@11:59 AM