Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, outubro 21, 2013

Acidente com motoserra

Era por volta do meio dia no seringal Sacado, Colocação Dominguinhos, na região do Riozinho do Rola, Acre,  quando um jovem Aílton   estava serrando  com auxilio de um motoserra e foi atingido acidentalmente no peito e no braço esquerdo. O acidente aconteceu na tarde de  quinta-feira, 14 de março.

Com a gravidade do acidente, a mãe de Aílton colocou em um barco e seguiu viagem ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).  A viagem durou cerca de 30h e a vítima  desembarcou no porto da Base onde plantonistas do Samu já estavam esperando.

A vítima mesmo com o grave ferimento estava consciente e conseguiu caminhar com ajuda dos paramédicos ate a viatura do Samu. Apesar da gravidade dos ferimentos ele não corre risco de morte. Fonte: TV Rio Branco – 14 de março de 2013

Comentário:
Cerca de 65% dos operadores já sofreram ou presenciaram algum acidente no uso de motosserras, segundo pesquisa realizada pela Sociedade de Investigações Florestais (SIF) – Departamento de Engenharia Florestal, da Universidade de Viçosa (MG). O estudo apontou ainda que em 53% dos casos, a área do corpo atingida foi a perna e, em 23%, a cabeça ou as mãos. A motosserra é um equipamento que exige muito cuidado para garantir a integridade física do operador. É fundamental que ele conheça bem o equipamento, utilize os itens de proteção obrigatórios e, além disso, tenha treinamento na área. Para se tornar um operador de motosserra profissional é necessário 44 horas de treinamento.

O QUE DIZ A NR-12
Treinamento obrigatório para operadores de motosserra. Deverão ser atendidos os seguintes:
•Os fabricantes e importadores de motosserra instalados no País, através de seus revendedores, deverão disponibilizar treinamento e material didático para os usuários de motosserra, com conteúdo programático relativo à utilização segura de motosserra, constante no Manual de Instruções.
•Os empregadores deverão promover a todos os operadores de motosserra treinamento para utilização segura da máquina, com carga horária mínima de 8 (oito) horas, com conteúdo programático relativo à utilização segura da motosserra, constante no Manual de Instruções.

PRINCIPAIS CAUSAS DE OCORRÊNCIA DE ACIDENTES:
•Falta de experiência profissional;
•Falta de programas de treinamentos;
•Uso de máquinas em mau estado de conservação;
•Falta de uso de EPI’s.

INCIDÊNCIA DE LESÕES
Cabeça – 19%
Olhos – 9%
Tronco – 12%
Braços-7%
Mãos-19%
Pernas-29%; coxas-5%; joelhos-13%; panturilhas-11%
Pés-14%

FONTES DE PERIGO
Ruído, calor vento,névoa,sujeira,pó,espinhos, umidade por condensação, unidade da terra, chuva, geada, motoserra, gases de escape, vibrações, pedaços de galhos ou árvores, topografia (terreno)

AGENTES DE SEGURANÇA:
Passivos (EPI’s):
•Calça de motoserrista;
•Capacete;
•Protetor auricular;
•Viseira;
•Luvas;
•Botas antiderrapante com proteção;

RISCOS
•Rebote: Golpe de retrocesso da motoserra.
•Ruptura da corrente:
•Acidente causado por cortar o filete de ruptura:
•Queda de galhos:
•Entalhe direcional incorreto: Perigo de a árvore se romper e lascas serem lançadas na direção do operador.
•Árvores cortadas enroscar em outras:
•Acidente por traçar no lado inferior de uma declividade:

DICAS DE SEGURANÇA:
•Quando a motoserra for carregada em terreno plano ou aclive, o sabre deve apontar para trás. Em declives o sabre deve apontar para frente:
•Afiação correta com pinhão, sabre (lâmina) e corrente em boas condições, evitam vibrações indesejáveis e prejudiciais:
•Cuidado para não derramar combustível ao reabastecer a motoserra:
•Manter distância mínima de dois comprimentos e meio de árvore entre operadores:
Fonte: Segurança no uso de motoserra - Eng. Florestal: Erwin Hugo Ressel Filho

CONDIÇÕES DE SAÚDE DEVIDO AO TRABALHO
Operadores - sentem dores no corpo durante ou após o trabalho. As regiões mais afetadas: coluna e braço.
Segundo estudo de especialistas, a lombalgia constitui um dos principais problemas de saúde dos operadores de motosserra.

PRINCIPAIS DORES APÓS O TRABALHO
Os operadores relatam; dores nas pernas, tórax e nos braços.
Segundo especialistas, as dores são provocadas com adoção de posturas incorretas no trabalho, o que pode causar problemas graves nas costas e pernas dos trabalhadores.

RUÍDO EM MOTOSERRA NO LOCAL DE TRABALHO
Sem carga – 71 dBA
Com Carga – 101 dBA

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@8:51 AM