Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, julho 13, 2015

Eletricidade estática – Postos de gasolina

Robert Renkes  do Instituto de Equipamento de Petróleo (The Petroleum Equipment Institute -PEI) ) investigou durante 11 anos  os riscos de incêndio em consequência "da eletricidade estática" em postos de gasolina  e os resultados da pesquisa (150 casos de incêndios) foram os seguintes;.   
1) Fora de 150 casos, quase todos eram mulheres.
2) Quase todos os casos envolvidos, as pessoas retornavam aos seus veículos, enquanto estavam abastecendo, quando terminavam, eles voltavam para retirar o bico de abastecimento e o incêndio iniciava, em conseqüência da estática.
3) A maioria das pessoas usava sapatos com solado de borracha
4) A maioria de homens nunca retornava aos seus veículos até o término do abastecimento.  Isto, é porque raramente estão envolvidos nestes tipos de incêndios.
5) Nunca use telefone, durante o abastecimento de combustível
6) É vapor que sai da gasolina é que causa o incêndio, quando conectado com as cargas  estáticas.
7) Havia 29 casos de incêndios, onde as pessoas retornavam aos seus veículos e posteriormente voltavam e tocavam no bico da mangueira durante o abastecimento. Os veículos eram de todos os tipos e modelos. Alguns resultaram danos totais aos veículos, para a bomba de combustível e para o cliente.
8) 17 dos incêndios que ocorreram antes, durante ou imediatamente depois da remoção do bocal de abastecimento dos veículos e antes do abastecimento começarem.

Robert Renkes realça para nunca retornar para interior do veiculo, enquanto estiver abastecendo o veículo.
Se for necessário, retornar ao seu veículo enquanto está abastecendo, assegure que você para sair, fecha a porta e toque no metal, antes que você retire a mangueira  de abastecimento. Desta maneira a estática de seu corpo descarregará antes que você remova a mangueira de combustível.

O Instituto de Equipamento de Petróleo (Petroleum Equipment Institute), em conjunto com  outras companhias  estão realmente tentando conscientizar o público deste perigo.

Recomendações de Pat Cabiling, que trabalha na Refinaria de Richmond, da Chevron Texaco;.
Resumindo, há quatro regras para abastecimento seguro;
1) desligar o veículo
2) não fume
3) não use  o telefone celular,  deixe-o no interior do veículo ou desliga-o
4) não entre novamente no veículo durante o abastecimento

Precauções de segurança com telefone celular e eletricidade estática

A Shell Oil Company  publicou um comunicado que após a ocorrência de três incidentes em que os telefones celulares inflamaram vapores de combustíveis durante a operação de abastecimento.

No primeiro caso, o telefone foi colocado sobre o  porta‑mala do carro durante o abastecimento, o celular tocou e em seguida o fogo  destruiu o carro e a bomba de gasolina.

No segundo caso, uma pessoa sofreu queimaduras graves no rosto, quando os vapores se inflamaram, assim que respondeu a chamada,  enquanto estava abastecendo o carro.

E no terceiro caso, uma pessoa sofreu queimaduras na coxa e na virilha, quando os vapores se inflamaram, quando o celular que estava em seu bolso, tocou, quando abastecia o carro.

Você deve saber que:
■ Telefones celulares podem inflamar combustíveis ou vapores
■ Telefones celulares  que acionam, quando estão ligados ou quando eles tocam, liberam energia suficiente para fornecer uma fagulha para ignição
■ Telefones celulares não devem ser usados em postos de gasolina, ou quando abastecendo veículos, barcos, etc
■ Telefones celulares não devem ser usados, ou deveriam ser desligados, próximos de materiais ou substâncias que geram vapores inflamáveis ou vapores explosivos ou pós, por exemplo; solventes, produtos químicos, gases, pó de grão, etc.

Comentário:
Existe controvérsia sobre o risco de telefone celular em ambientes inflamáveis e explosivos;
A Universidade de Oklahoma efetuou testes  em laboratório com aparelhos celulares,  cujos resultados foram os seguintes;
■ O aparelho atual emite freqüência (radiofreqüência) muito  baixa, para induzir uma tensão suficiente para atuar como fonte de ignição ,
■ Não há evidência  sobre o risco de aparelho celular em ambientes inflamáveis e explosivos,
■ Mas alerta, que a bateria do celular poderá provocar faísca  em condições específicas.

Um grupo de pesquisadores da Motorola e de entidades independentes, em 1999, chegaram a seguinte conclusão;
■ O uso de celular em postos de gasolina, sob condições normais de operação, apresenta um risco insignificante e que a probabilidade de tal acidente sob algumas condições é muito remota.

As pessoas envolvidas em tais acidentes relatam que a geração da fonte de ignição ocorreu durante a utilização do celular. Deveremos  analisar quais são os fatores ambientes presentes no cenário da ocorrência, no momento da ignição, tais como; eletricidade estática, falta de aterramento, concentração de inflamáveis e explosivos, procedimento inadequado do elemento humano, deixando a execução de uma tarefa complexa ou que exige atenção, para atender uma ligação. E o celular é apenas um vetor para o fechamento do circuito, para atuar como fonte de ignição.  

Artigo publicado
Os telefones celulares e outros riscos em áreas classificadas  

Marcadores: , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@3:00 AM

Assinar
Postagens [Atom]