Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, agosto 30, 2008

Túnel para estudos experimentais de incêndio e ventilação


Cenário real
O túnel Gotthard de 16,3 km é a rota principal norte-sul através dos Alpes, entre Itália e Suíça e também o segundo mais longo do mundo, após o túnel norueguês Laerdal. Trafega pelo túnel diariamente mais de 18.000 veículos.
Em 24 de outubro de 2001, dois caminhões chocaram-se de frente, no interior do túnel. Um deles estava carregando pneus que pegou fogo após a colisão, produzindo um forte calor e uma densa fumaça. O fogo propagou-se. O calor intenso do fogo, foi superior a 1000°C, fez com que o revestimento de concreto do túnel lascasse e caísse fragmento e encurralando pessoas. Houve 11 mortes, a maioria por inalação de fumaça. Estimativa de danos- 12 milhões de euros.
O túnel rodoviário suíço, a principal ligação norte-sul através dos Alpes, reabriu quase dois meses após um incêndio, na sexta-feira, 21 de dezembro de 2001.

O nível de segurança em túneis ainda não foi alcançado no que diz respeito à ventilação e fogo (análise de incidente de detecção, sinalização, evacuação de fumaça, sistema de emergência e resistência dos materiais, etc.) A finalidade desse túnel experimental é simular em escala real os ensaios com fogo, para analisar o seu comportamento e bem como verificar a contribuição do sistema de ventilação para sua propagação e retirada de fumos. Novos materiais empregados nos revestimentos dos túneis são também testados para verificarem suas resistências ao fogo.
A empresa responsável pelo centro experimental oferece cursos e treinamentos para formação de equipes de intervenção em túneis.

Localização do túnel experimental
O Centro Experimental “San Pedro de Anes”, está instalado numa área de 142.000 m2, na região de Astúrias, Espanha.
A empresa Túnel Safety Testing S.A (TST) é uma empresa espanhola, constituída em 2005, que opera em regime de concessão as instalações do Centro Experimental de "San Pedro de Anes", que pertencem à Fundação Barredo.

Finalidade do túnel
As situações de fogo e ventilação em túneis são criadas mediante ensaios em escala real em um túnel experimental. O laboratório permite que o ensaio de ventiladores seja das configurações (tipos e tamanhos) normalmente utilizadas em túneis e outras instalações. .

Características principais
Trata-se de um falso túnel de concreto, semi-enterrado, de dimensões equivalentes a um túnel rodoviário de duas pistas, e que incorpora duas estações de ventilação, uma galeria de emergência e serviço inferior e três saídas de emergência.
Suas principais características são as seguintes:
■ Longitude: 600 m
■ Largura na base: 9,50 m
■ Altura máxima: 8,12 m
■ Seção livre (sem teto falso): 66 m2
■ Raio de curvatura mínimo: 400 m
■ Inclinação longitudinal: 1%
■ Inclinação transversal: 2%
■ Galeria de emergência: 4 m de largura por 2,50 m de altura
■ Saídas de emergência: 3 (cada 150 m)

Sistemas de ventilação
O túnel possui máxima flexibilidade quanto a sua ventilação, de maneira que possam ensaiar diferentes configurações de sistemas de ventilação mais usuais nos túneis modernos:
■ Ventilação longitudinal
■ Ventilação semitransversal
■ Sistemas mistos longitudinal/transversal
■ Sistema “Saccardo”, (jatoventiladores), injetor ou extração.

Equipamentos
O túnel incorpora os seguintes equipamentos adicionais:
■ Sistema de hidrantes, com tubulação de 100 mm de diâmetro, com hidrantes cada 50 m. O abastecimento é feito por diferentes poços subterrâneos com capacidade total de 570 m3, com pressão de 9,5 bar e com capacidade de 72 m3 /h.
■ Sistema de galerias de drenagem com decantação de 50 m3
■ Luminárias de 275 W, cada 15 m, em ambos os lados

Curso e treinamento
A TST organiza cursos teórico-práticos de formação relativos à incêndios e ventilação em túneis.
■ Os cursos se organizam sob medida, e estão dirigidos a:
■ Equipes de intervenção em caso de incêndio (bombeiros, defesa civil)
■ Operadores de túneis e responsáveis pela segurança
■ Engenharia e responsáveis do projeto dos sistemas de segurança contra incêndios
■ Pessoal de operação do centro de controle de túneis
■ Motoristas de Equipamentos e Máquinas Pesadas

Informações adicionais


Fonte: Tunnel Safety Testing

Marcadores: ,

Assinar
Postagens [Atom]