Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, setembro 18, 2017

Incêndio destrói loja do Atacadão em Rondonópolis


Um incêndio de grandes proporções atingiu a rede Atacadão S/A Alimentos na tarde de sexta‑feira, 12 de maio,  na Avenida Bandeirantes, no Centro de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá, MT). O incêndio teria se iniciado por volta das 16h30.

CAUSA PROVÁVEL
De acordo com informações preliminares do Corpo de Bombeiros, as chamas teriam começado no depósito do supermercado, onde funcionários estariam soldando e os respingos da solda teriam sido a causa do incêndio. O fogo se alastrou e atingiu toda a área interna do estabelecimento.

ATENDIMENTO HOSPITALAR
Com a movimentação intensa nos locais, funcionários e médicos da Santa Casa que não estavam no plantão foram atuar de forma voluntária na UPA para agilizar os atendimentos, assim como servidores de outras cidades da região, segundo secretária da Saúde de Rondonópolis.

VÍTIMAS
40 feridos que foram atendidas pela saúde pública local. Os dados são da Prefeitura de Rondonópolis. Entre os feridos, apenas um ficou em estado grave e foi internado em UTI da Santa Casa. A vítima inalou muita fumaça e segue internada em estado estável, segundo informes médicos.

CORPO DE BOMBEIROS
Cerca de 30 homens do Corpo de Bombeiros estão trabalhando no local. Os que estavam de folga foram convocados para o serviço e equipamentos de proteção para vias respiratórias precisaram ser enviados de Cuiabá para garantir a segurança de todos os profissionais.
Empresas de grande porte instaladas no município  enviaram brigadistas e caminhões-pipa para conter o fogo e colaborar com o Corpo de Bombeiros.



TESTEMUNHAS
O fogo subiu muito alto e houve corre-corre e desespero na loja que estava lotada.

FALHA NO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO
alvará de incêndio vencido
os hidrantes não funcionaram
Inexistência de brigada de incêndio ou falta de treinamento

DANOS MATERIAIS
Houve perda total do imóvel. O depósito possui mais de 15 mil metros de área construída.   

RESCALDO
Bombeiros finalizaram o trabalho de rescaldo das chamas no domingo (14).

INQUÉRITO POLICIAL
A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), assumiu o inquérito do caso e explica que a DHPP vai conduzir as investigações, apesar de não terem ocorrido mortes.
Fonte: Folha de São Paulo - 12/05/2017, Gazeta Digital- 15/05/2017  

Artigo publicado

Comentário:
■ Evitar o trabalho a quente ou considerar métodos alternativos, como o corte a frio ou hidráulico
■ Antes de executar qualquer trabalho a quente avaliar o risco de modo geral
■ Efetuar o teste na área onde o trabalho a quente é planejado e eliminar fontes potenciais de materiais inflamáveis
■ Usar a permissão por escrita especificamente para identificar o trabalho a ser realizado e as necessárias precauções
■ Fornecer supervisão de segurança para as empresas contratadas na condução de trabalhos a quente
■ Treinar pessoal sobre os perigos do trabalho a quente
Obs: Muitos acidentes ocorrem porque os testes foram feitos muitas horas antes dos trabalhos e nesse intervalo as condições no local mudaram. E necessário repetir continuadamente, mesmo durante a execução do serviço. Fonte: What went wrong? Trevor Kletz

Vídeo
Nota-se no vídeo que algumas pessoas estavam preocupadas na gravação do incêndio do que deixar o local imediatamente. Parece que a empresa não tinha brigada  para organizar a evacuação imediata do local.

Marcadores:

posted by ACCA@7:20 AM