Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, março 22, 2010

Dia Mundial da Água

Nosso planeta tem cerca de dois terços só de água. Pela lógica, parece haver água sobrando para a população, não é? Parece um absurdo falar em crise da água?

VAMOS AOS FATOS:
■ 97% da água do planeta é água do mar, imprópria para ser bebida ou aproveitada em processos industriais;
■ 1,75% da água é gelo;
■ 1,24% da água estão em rios subterrâneos, escondidos no interior do planeta.
■ Para o consumo de mais de seis bilhões de pessoas está disponível apenas 0,007% do total de água da Terra.

Some-se a isto o despejo de lixo e esgoto sanitário nos rios, ou ainda as indústrias que jogam água quente nos rios - o que é fatal para os peixes. A pouca água que existe fica ainda mais comprometida. Isto exige a construção de estações de tratamento de esgoto e dessalinização, por exemplo. E exige conscientização para que se evite o desperdício e a poluição, principalmente nas grandes cidades.

Devido a esse problema, a ONU também elaborou um documento intitulado "Declaração Universal dos Direitos da Água", que trata desse líquido como a seiva do nosso planeta.

Com o objetivo de chamar a atenção para a questão da escassez da água e, conseqüentemente, buscar soluções para o problema, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu em 1992 o Dia Mundial da Água no dia 22 de março.
Este ano é dedicado ao tema “Água Limpa para Um Mundo Saudável”.

Atualmente, segundo estimativa das Nações Unidas, 1.2 bilhões de pessoas não têm acesso a uma quantidade suficiente de água para satisfazer suas necessidades básicas a um preço de acordo a suas possibilidades financeiras. Dessas, quase 100 milhões vivem na América Latina.
As crianças são as mais afetadas com essa situação. No mundo 4.200 morrem diariamente devido a falta de saneamento, cerca de 3 por minuto. Já na América Latina, são 100 mortes diárias, ou seja, 36 mil mortes por ano. A falta de esgotamento traz hepatite A, diarreia, dengue, cólera, esquistossomose e outras enfermidades.

Segundo relatório da Unep (Programa do Meio Ambiente das Nações Unidas ), "Água Doente", aponta:
■ dois milhões de toneladas de resíduos, que contaminam cerca de dois bilhões de toneladas de água diariamente, causaram gigantescas "zonas mortas", sufocando recifes de corais e peixes. O resíduo é composto principalmente de esgoto, poluição industrial e pesticidas agrícolas e resíduos animais.
■ a falta de água limpa mata 1,8 milhões de crianças com menos de 5 anos de idade anualmente. Grande parte do despejo de resíduos acontece nos países em desenvolvimento, que lançam 90 por cento da água de esgoto sem tratamento.
■ a diarréia, principalmente causada pela água suja, mata cerca de 2,2 milhões de pessoas ao ano, segundo o relatório, e "mais de metade dos leitos de hospital no mundo é ocupada por pessoas com doenças ligadas à água contaminada."
■ o relatório recomenda sistemas de reciclagem de água e projetos multimilionários para o tratamento de esgoto.
■ sugere a proteção de áreas de terras úmidas, que agem como processadores naturais do esgoto, e o uso de dejetos animais como fertilizantes.

"Se o mundo pretende... sobreviver em um planeta de seis bilhões de pessoas, caminhando para mais de nove bilhões até 2050, precisamos nos tornar mais inteligentes sobre a administração de água de esgoto", disse o diretor da Unep, Achim Steiner. "O esgoto está literalmente matando pessoas."

O QUE OCORRE NO BRASIL
■ Cerca de 40 milhões de brasileiros não têm acesso aos sistemas de abastecimentos público. O quadro é agravado com a falta de esgotos tratados – calcula-se que 100 milhões de brasileiros não tenham acesso ao sistema de esgotos.
■ Atualmente, o lançamento de esgotos domésticos é o principal fator de degradação dos corpos d´água no Brasil. Estima-se que 48 % dos domicílios brasileiros possuem coleta de esgotos, sendo que 21 % se utilizam de fossas sépticas.
■ Considerando o total de esgoto coletado, apenas 20% recebe algum tratamento, sendo o restante lançado diretamente nos corpos d água.
■ Outro problema é a perdas de água, que no Brasil chegam a 45%.
■ Em média, na última década, ocorreram 700 mil internações, por ano, no Brasil, decorrentes de doenças relacionadas à falta ou inadequação de saneamento.

OBJETIVOS:
O Dia Mundial da Água é fundamental para chamar atenção das necessidades, entre outras, de:
■ Enfatizar assuntos relacionados a problemas de abastecimento de água potável,
■ Aumentar a consciência pública sobre a importância de conservação, preservação e proteção da água,
■ Fontes e suprimentos de água potável,
■ Aumento da consciência dos governos, de agências internacionais, organizações não-governamentais e setor privado,
■ Participação e cooperação na organização nas celebrações do Dia Mundial da água.

Fontes: Fonte: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.), Diário do Nordeste – 21 de março de 2010, G1 - 22 de março de 2010.

Vídeo:


Vídeo(1):


Vídeo(2):
Poluição do mar

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@6:27 AM