Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, fevereiro 20, 2010

Deslizamento de terra assusta região da Calábria, na Itália

Um enorme deslizamento de terra na cidade de Maierato, na região italiana da Calábria, forçou a evacuação dos moradores.

Maierato, uma pequena cidade de Vibo Valentia É uma cidade fantasma, após evacuação de parte dos 2.300 habitantes ordenado pelo prefeito da cidade, por causa de um enorme deslizamento de terra da encosta do morro com vista para a cidade. Não há relatos de mortos.
Se continuar a chover como tem feito nos últimos meses, o risco de novo colapso é real. E hoje choveu durante a maior parte do dia. Como no resto da Calábria, agravando uma situação já dramática que levou o Conselho Regional de proclamar o estado de calamidade.
A duração da emergência, em qualquer caso, parece estar relacionada às condições climáticas. Se continuar a chover, a evacuação de Maierato poderia continuar por vários dias.
De acordo com uma investigação inicial feita pela defesa civil italiana, o deslizamento pode ter sido causado por fortes chuvas na Calábria. As tempestades no sul da Itália já causaram mais de cem deslizamentos menores na região.

De acordo com relatório "Ecosistema Rischio 2009", que aponta áreas sujeitas ao risco de deslizamentos de terra e inundações: Todos os municípios da Calábria são classificados riscos hidrológicos pelo Ministério do Meio Ambiente.
■ Cerca de 85% dos municípios responderam às entrevistas que tem habitações em áreas de riscos
■ 45% dos municípios têm bairros inteiros em regiões de riscos
■ 61% foram construídos em estas áreas, estruturas e edifícios, com o risco grave não só para a segurança dos trabalhadores, mas também para todos os derramamentos de poluentes nas águas e terras em caso de inundações.
■ 27% dos casos analisados estão presentes em áreas expostas ao perigo de estruturas sensíveis, como escolas e hospitais e de alojamento turístico como hotel ou camping.
■ Apenas 7% dos casos, foram construídos abrigos para emergência

"O alarme e preocupação que expressa, em conjunto com a solidariedade para as pessoas envolvidas - disse Franco Saragò, da Secretaria Regional do Legambiente Calabria - denunciando a prática legalizada da construção ilegal e construção de obras públicas que não respeitar o ecossistema, o aumento da instabilidade territorial já existentes em nossa região. Calabria, particularmente expostas ao risco sísmico, é também caracterizada por locais onde a aldeia fica localizada, uma vez que prevalece os interesses políticos, que expõe as comunidades que ali vivem com o constante risco de deslizamentos de terra e mesmo depois das chuvas torrenciais.
"O aumento da vulnerabilidade do nosso território - explica Franco Saragò - é atribuível ao uso do solo e da água que é muitas vezes ainda não considera as limitações impostas pela hidrogeologia.. Assim Franco Saragò - exorta as instituições de priorizar a frágil situação do território para que possamos prosseguir com medidas de contenção, mas acima de tudo para evitar um colapso repetidamente denunciado e evitar as conseqüências e os riscos para as pessoas muitas vezes já foi anunciado".

Fonte: Il Corriere Del Sud - 16 febbraio 2010

Comentário:
Interessante as causas apontadas pelo relatório e pela Secretaria Regional do Legambiente Calábria também ocorrem na cidade de São Paulo e nas demais cidades do Brasil.
As principais causas de inundação em São Paulo e no Brasil:
■ A morfologia da cidade a região tem relevo altamente acidentado, formado por serras, morros, fundo de vale, e encostas íngremes.
■ O clima: chove torrencialmente na época de verão
■ Uso e ocupação do solo de maneira desordenada
■ Não há mapeamento das áreas inundáveis quanto a:
1-Conhecimento da relação cota x risco de inundação
2- Definições dos riscos de inundação de cada superfície
3- Incorporação a Legislação Municipal de uso e ocupação do solo em zona de risco
4- Uso de Sistema de Informações Geográficas na análise de projetos de edificações e equipamentos urbanos.
5- Controle público da ocupação regular e irregular

Entenda como ocorre um deslizamento
É um fenômeno provocado pelo escorregamento de materiais sólidos, como solos, rochas, vegetação ou material de construção ao longo de terrenos inclinados, denominados de encostas, pendentes ou escarpas.
A ocupação caótica das encostas urbanas é a principal causa dos escorregamentos, causadores de importantes danos humanos, inclusive de mortes, além dos danos materiais e ambientais, e dos graves prejuízos sociais e econômicos.

Quais são os sinais que indicam que pode ocorrer um deslizamento?
- se verificar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas, inclinação de tronco de árvores, de postes e o surgimento de minas d’água, avisar imediatamente a Defesa Civil;

O que disse Franco Saragò, da Secretaria Regional do Legambiente Calábria, serve muito bem para cidade de São Paulo e outras cidades sujeitas a desastres naturais;
■ a prática legalizada da construção ilegal e construção de obras públicas que não respeita o ecossistema. É comum em São Paulo e demais cidades,
■ O aumento da vulnerabilidade é atribuível ao uso do solo e da água que é muitas vezes ainda não considera as limitações impostas pela hidrogeologia. É comum no país como padrão, canalizar córrego, retificar e construção de avenidas ao logo das margens dos córregos e rios. Em conseqüência disso há uma ocupação desordenada do solo, principalmente construções, aumentando ainda mais a impermeabilização do solo.
A natureza tem suas próprias leias para provocar o desastre

Vídeo:
Mostra cenas impressionantes do mega-deslizamento. Lentamente o morro desliza, lembrando lava vulcânica.


Vídeo1:
Mostra cenas impressionantes do mega-deslizamento e as conseqüências

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@4:57 AM

1 Comments:

At 3:41 AM, Blogger Luiz Amadeu Coutinho said...

Excelente seu Blog. Tenho um projeto de mapeamento colaborativo sobre desastres naturais. Convido-o a conhecer http://wikimapps.com/index.php/a/disastermap/show

 

Postar um comentário

<< Home