Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, novembro 22, 2014

Perigo: Motos

Comentário: O custo social da motocicleta no Brasil é elevado;
■De cada dez leitos de uma UTI, quatro são motociclistas.
■70% dos acidentes com motocicletas geram vítimas que requerem serviços de resgate e atendimento médico-hospitalar.
■Em dez anos os atendimentos feitos pelos bombeiros as vitimas de acidentes  passaram de 7.271 atendimentos em 2001 para 18.081 atendimentos em 2010.
■Lesões resultantes de acidentes de moto são quase sempre graves. Os traumatismos crânio encefálicos e raquimedulares são recorrentes em acidentes com este tipo de veículo. As lesões muito graves estão relacionadas às amputações de membros, e as graves referem-se às fraturas de membros inferiores. As fraturas de membros superiores são classificadas como moderadas e as luxações consideradas leves. Quanto à área corporal lesada, em mais da metade das vítimas, os membros representam um dos segmentos mais atingidos, sendo os membros inferiores os mais gravemente lesados. Lesões na cabeça e pescoço aparecem em segundo lugar, e o traumatismo crânioencefálico (TCE) a principal causa de morte. Embora menos freqüentes, as lesões
por esmagamento, amputações e lesão medular (LM), são de grande importância devido à gravidade das seqüelas que provocam.
Após um TCE (traumatismo crânioencefálico), o tempo médio da primeira internação, ou seja na fase aguda do trauma, incluindo cuidados intensivos em UTI, em média é de 35 dias , e que 37% deles são internados em uma unidade de reabilitação por três ou quatro meses.
■A média de dias de internação na reabilitação em média é de 90 dias, independente da lesão.
■Por causa das graves lesões, o tempo
de permanência nas unidades hospitalares aumentou consideravelmente. Antigamente, pacientes de trauma e ortopedia ficavam no máximo oito dias internados, agora, a taxa de permanência subiu para 20 dias por conta da gravidade dos ferimentos. E a maioria dos casos necessita de cirurgia.
■Em média o custo de cirurgia para o SUS é de R$ 152 mil.
■Acidentes com moto respondem por 76,7% dos inválidos no trânsito
■ As seqüelas permanentes são as responsáveis pelos altos custos diretos a sociedade, e variam entre 2% e 4% das despesas de saúde em países industrializados.Na verdade, os custos informais representam um encargo ainda maior e em grande parte ocultos. Fotos : Região de Belém , Pará e Goianésia do Pará - Bom Dia  Brasil – 20 de novembro de 2014

Marcadores:

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@9:24 AM

Assinar
Postagens [Atom]