Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sexta-feira, março 02, 2007

Prefeitura de Estrela Velha distribui protetor solar à população

A agricultora Alida Becker Teichmann, 51 anos, nasceu e cresceu na lavoura. Agora, aprende uma nova lição para aplicar no dia-a-dia: orientada pela prefeitura de Estrela Velha, no Vale do Rio Pardo, Rio Grande do Sul, começa a cuidar da própria pele.

Projeto da prefeitura
Ela e outros cem agricultores do município de 3,5 mil habitantes fazem parte do projeto Trabalhamos pela vida: Cuide da sua pele. Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde e Assistência Social, com apoio do governo do Estado e da Universidade de Cruz Alta (Unicruz), o programa está distribuindo protetor solar de graça para pessoas que correm o risco de desenvolver problemas cutâneos.

Casos de câncer na região
Somente no ano passado, segundo dados da prefeitura, 20 novos casos de câncer de pele foram detectados no município, onde a maioria da população descende de alemães e italianos e apresenta uma pele clara e bastante sensível aos raios solares. Apesar disso, mais de 90% dos moradores trabalham na agricultura e, até então, sua única forma de prevenção era o chapéu de palha.

- Percebemos que a questão era grave e por isso decidimos investir no projeto - afirma a secretária municipal da Saúde e Assistência Social, Neusa Maria Ravanello Billig.

Orientação médica no uso do protetor
Desde fevereiro, as famílias recebem orientações de médicos e enfermeiros sobre como usar o filtro solar - produto que vem sendo desenvolvido por técnicos da Unicruz. - Agora não corremos mais riscos na lavoura. Já tivemos casos de câncer de pele na família e não queremos passar por isso de novo - diz Alida, que faz questão de passar o filtro solar na filha, Carla, 19 anos, pelo menos três vezes por dia.
Fonte: Zero Hora – Porto Alegre, sexta-feira, 2 de março de 2007
Comentário
A prevenção de doença ou de acidentes é uma das formas mais importantes para que a população ou cidadão tenha uma qualidade de vida a longo prazo e principalmente na redução de investimentos em doenças ou acidentes que possam ser minimizadas e que o Estado ou a empresa possa canalizar essa economia de recurso devido à prevenção para outras áreas.

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@4:54 AM