Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, março 24, 2007

Ciência - Colapso das colônias de Abelhas


Uma dizimação misteriosa das populações de abelhas preocupa os apicultores alemães, enquanto um fenômeno semelhante nos EUA está assumindo gradualmente proporções catastróficas. Será que plantações de transgênicos estão matando as abelhas ou uso intensivo de agrotóxico?

Na Alemanha, o presidente da Associação Alemã de Apicultores, Manfred Hederer,informou uma queda de 25% nas populações de abelhas por toda a Alemanha. Em casos isolados, disse Hederer, declínios de até 80% foram informados. Ele especula que "alguma toxina em particular, algum agente do qual não estamos familiarizados", está matando as abelhas.

Nos Estados Unidos, desde novembro passado, estão vendo um declínio das populações de abelhas tão drástico que ofusca todas as ocorrências anteriores de mortalidade em massa. Os apicultores na Costa Leste dos Estados Unidos se queixam de terem perdido mais de 70% de suas colônias desde o final do ano passado, enquanto a Costa Oeste vê um declínio de até 60%.

Em um artigo em sua seção de negócios no final de fevereiro, o "New York Times" calculou os prejuízos que a agricultura americana sofreria em caso de dizimação das abelhas. Especialistas da Universidade de Cornell, no interior de Nova York, estimaram o valor que as abelhas geram polinizando plantas responsáveis por frutas e legumes, amendoeiras e trevos que alimentam animais, em mais de US$ 14 bilhões.

Uma coisa é certa: milhões de abelhas simplesmente desapareceram. Na maioria dos casos, tudo o que resta nas colméias são proles condenadas. Mas as abelhas mortas não são encontradas - nem nas colméias e nem em qualquer lugar próximo delas. Diana Cox-Foster, um membro do Grupo de Trabalho para CCD,"Colony Collapse Disorder" (CCD, desordem de colapso da colônia) disse que os pesquisadores estão "extremamente alarmados", acrescentando que a crise "tem o potencial de devastar o setor de apicultura americano". É particularmente preocupante, disse ela, o fato da morte das abelhas ser acompanhada por um conjunto de sintomas "que não parece se enquadrar em nada na literatura".

"Se a abelha desaparecer da superfície do planeta, então ao homem restariam apenas quatro anos de vida. Com o fim das abelhas, acaba a polinização, acabam as plantas, acabam os animais, acaba o homem", citação de Albert Einstein.

O artigo é muito extenso e quem estiver interessado na leitura completa do artigo efetuar o download:
arquivo: Blog-Abelhas

ACCA

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@5:24 PM