Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sexta-feira, junho 02, 2006

História do cigarro

Pequena história do cigarro
Fumar cigarro era raridade até o final do século 19. Em 1880, cerca de 58% dos usuários de tabaco eram mascadores de fumo, 38% fumavam charuto ou cachimbo, 3% cheiravam rapé e apenas 1% era fumante de cigarro. Nesse ano, o americano James A. Bonsack inventou uma máquina capaz de enrolar 200 cigarros por minuto, o que criou condições para o aparecimento da indústria.

Então veio a distribuição de cigarros aos soldados nas trincheiras, durante a Primeira Guerra, e seu uso, que se achava restrito às camadas marginais das sociedades americana e européia, explodiu. Em 1900, o consumo anual americano era de cerca de 2 bilhões de cigarros; em 1930, chegou a 200 bilhões. As duas guerras mundiais, que afrouxaram a oposição ao cigarro, a urbanização acelerada, a criação do mercado de massa e a expansão do mercado de trabalho, criaram as condições para que a epidemia do fumo se espalhasse pelo mundo, envolta em glamour por Hollywood, como símbolo de modernidade.

Fonte: "O Cigarro", de Mário César Carvalho.

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@5:43 PM

1 Comments:

At 4:52 PM, Blogger Guilherme said...

Muito Bom

Me Ajudou Bastante Com O Meu Trabalho De Escola

 

Postar um comentário

<< Home