Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

terça-feira, julho 04, 2017

Soldador morre após andaime encostar em fio de alta-tensão

Um soldador de 29 anos morreu e outros dois de 36 e 32 anos ficaram feridos, vítimas de um choque elétrico em uma obra na cidade de Campina Grande, no Agreste paraibano. O acidente ocorreu na tarde de sexta-feira (30), quando eles estavam fazendo um serviço de solda na estrutura do teto de um galpão, próximo à Alça Sudoeste.

De acordo com o relato de testemunhas os três homens estavam em cima do andaime e depois desceram para colocá‑lo  em outro lugar. Ao movimentar o andaime acabou encostando‑se  em um fio da rede elétrica de alta-tensão. O soldador de 29 anos morreu no local.

Já os outros dois homens ficaram feridos e foram socorridos e levados para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande. O estado de saúde deles é estável.

Depois do acidente, o andaime ficou encostado no fio e a concessionária responsável pelo abastecimento de energia elétrica da cidade precisou ser acionada para desligar a rede elétrica e retirar o equipamento do local.

Os três trabalhadores prestavam serviço para uma empresa terceirizada. O caso foi registrado na 7ª Delegacia Distrital de Polícia Civil e vai ser investigado pelo delegado Damião Marçal. “Essas investigações serão empreendidas e certamente a responsabilidade vai ser esclarecida e quem for responsável vai ser penalizado, pela forma de lei”, disse o delegado. Fonte: @ZR, G1 PB-30/06/2017  

Comentário:

O QUE AS CONCESSIONÁRIAS RECOMENDAM
Cerca de 60% dos acidentes elétricos resultam em lesões corporais graves e 40% em fatais. A maioria dos casos foi provocada pela imprudência e negligência das pessoas no trato com a rede elétrica.

SÃO EXEMPLOS DE IRREGULARIDADES:
• Redes e linhas de distribuição, tanto da Concessionária como particulares, que tenham as distâncias mínimas (estabelecidas em normas técnicas da empresa) invadidas por edificações em construção ou em reforma, pintura e limpeza, localizadas próximas, sobre ou sob estas redes;
• Instalações que, por estarem próximas ou desrespeitando as distâncias mínimas de segurança, oferecem riscos de acidentes de origem elétrica: marquises, sacadas, platibandas, placas e painéis, luminosos, andaimes fixos e móveis, plataformas de proteção e contenção, escadas, cordas de segurança.

OPERAÇÕES PRÓXIMAS À REDE ELÉTRICA
Indivíduos que exercem atividades profissionais mais propensas ao contato com a rede elétrica, como pintores, instaladores de antena e outdoor, pedreiros, podadores de árvores e calheiros, devem ficar atentos às normas básicas de segurança:

NA ÁREA RURAL
Nas áreas rurais deverá ser sempre respeitada a faixa de segurança sob as linhas aéreas de energia elétrica. Esta faixa é, de um modo em geral, de dez metros de largura ou cinco de cada lado do eixo da linha.
Edificações, placas e painéis também não devem invadir a faixa de segurança.

NA CONSTRUÇÃO CIVIL
Antes de construir ou executar reformas em prédios e outras instalações, próximas da rede elétrica, deve ser verificado se não há situações perigosas por perto. Encostar ou aproximar andaimes, escadas, barra de ferro ou outros materiais nos fios elétricos pode ser mortal. Em situações que podem oferecer riscos, deve ser sempre consultada a Concessionária para verificar se é possível desligar temporariamente a rede ou isolá-la com materiais especiais.
Vale lembrar: é expressamente proibido a construção de currais, depósitos, açudes e piscinas dentro da faixa de segurança definida para linhas aéreas instaladas em localidades rurais.

NA INSTALAÇÃO DE LETREIROS E PLACAS
Respeitar sempre distâncias seguras da rede elétrica, não permitindo que letreiros, placas e lambris fiquem encostados na mesma.

NA INSTALAÇÃO DE ANTENAS DE TV
Quando houver rede elétrica nas proximidades, a instalação de antena deve ser efetuada por profissional qualificado e experiente.
Nunca instale a antena próxima a pára-raios, nem interligue o cabo da antena aos condutores elétricos do mesmo.
Jamais arremesse o cabo utilizado para ligações de antenas sobre a rede elétrica, mesmo que este seja encapado, pois a capacidade de isolamento do cabo não é suficiente para evitar a passagem da eletricidade existente nas redes elétricas.
Marquises de edifícios comerciais ou residências, jamais devem servir para instalação de antenas devido à proximidade das redes elétricas. Fonte: @ZR- CPFL - Comunicação Empresarial

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@3:00 AM