Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

quarta-feira, janeiro 25, 2017

Jovem é atingida por raio na praia em Itanhaém



























A turista Taline Campos, 25 anos, moradora de Guarulhos, caminhava pela Praia do Sonho, Itanhaém,  acompanhada de uma pessoa quando um relâmpago a atinge diretamente na cabeça. A pessoa ao lado de Taline não se feriu.
Uma tempestade se formou na praia momentos antes do raio atingir a jovem, mas várias pessoas preferiram não se abrigar e continuar no local, a menos de dez metros de onde Taline estava. Ninguém mais se feriu

SOCORRO
Um banhista que estava na areia da praia arrumando uma barraca ajudou a socorrer a jovem. "Fui o primeiro a chegar. Depois veio uma outra pessoa. Vimos que ela estava inconsciente, não estava respirando, então tentamos fazer uma massagem cardíaca nela. Em seguida juntou bastante gente e tinha uma viatura próxima. O socorro foi rápido. O dia estava bonito e a ventania veio muito rápido. O primeiro raio foi longe e o outro perto. Fizemos o que podíamos e agora espero que ela se recupere", disse o banhista Caio Marcelo.

RESGATE
Banhistas que estavam perto do local do acidente chamaram o Serviço Atendimento Móvel Urgência (Samu). A jovem foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabaúna, em estado gravíssimo.
O resgate da mulher foi feito em menos de 15 minutos, e ela precisou ser sedada e entubada. Na manhã de segunda-feira (2) ela foi transferida para um hospital de referência na Grande São Paulo. A  jovem foi atingida em cheio na cabeça e ficou com queimaduras no rosto e nos seios.  
A jovem segue internada em estado grave no Hospital Pimentas Bonsucesso, em Guarulhos. De acordo com informações divulgadas pelo hospital na terça-feira (3), a jovem continua em estado crítico, mas estável e deve receber visitas médicas de rotina ao longo do dia.

REGIÃO COM MAIS RAIOS
De acordo com o climatologista Rodolfo Bonafim, diretor científico da ONG Amigos da Água, a região da Baixada Santista é campeã em incidências de raios durante o verão. "As pessoas estão sendo imprudentes. Os turistas, por falta de conhecimento, acham que nada vai acontecer com eles. As pessoas precisam ficar espertas. A dica é olhar na direção do continente e observar as nuvens mais escuras. Isso pode evitar acidentes", afirma.
Segundo Bonafim, a tempestade deste domingo pegou muita gente de surpresa, já que as nuvens carregadas chegaram repentinamente acompanhadas por uma forte ventania. "Tudo aconteceu muito rápido. Os bombeiros pedem para as pessoas saírem e muita gente ignora. O que aconteceu foi uma descarga pontual. O raio cair em uma pessoa é raro. Normalmente, as mortes acontecem quando o raio cai na areia ou no mar e as pessoas recebem o choque", diz.
O climatologista explica ainda que, provavelmente, a banhista foi atingida por estar em contato com a água salgada. "A água salgada é um condutor de eletricidade. O ponto mais alto entre a areia e a nuvem é a pessoa. Ela acabou virando uma espécie de para-raio. O relâmpago atingir a pessoa pela cabeça pode acontecer, mas é uma situação extremamente rara", completa. Fonte: Do G1 Santos-02/01/2017 e G1 Santos-03/01/2017

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@3:00 AM