Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

quinta-feira, setembro 05, 2013

Alerta para esmaltes e unhas postiças em enfermeiras

Após pesquisa sobre infeções bacterianas, profissionais de saúde têm sido aconselhadas a manter unhas curtas e limpas no Reino Unido

Enfermeiras têm sido aconselhadas a tomar cuidado com unhas postiças e esmaltes no Reino Unido depois de uma pesquisa do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) sugerir que o controle de infecção estava sendo posto em risco. As diretrizes do órgão afirmam que as unhas deveriam ser curtas e sem esmalte.
Mas uma pesquisa on-line com cerca de 500 estudantes de enfermagem mostrou que 60% tinham unhas postiças ou pintadas. Segundo o Royal College of Nursing (RCN), os resultados são “preocupantes”.
- As unhas devem ser curtas e sem esmalte. Unhas falsas não devem ser usadas - ressaltou, em entrevista à BBC, Tom Sandford, do RCN. - Esmalte e unhas postiças abrigam bactérias e são um risco para a saúde dos pacientes. As organizações de saúde devem apoiar as políticas locais sobre uniformes e suas implicações para o controle de infecção.
Segundo um documento divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Organização Mundial de Saúde (OMS), é vedado o uso de unhas artificiais quando em contato direto com o paciente. Ele também diz para se manter “as unhas naturais e curtas”, com pontas menores do que 0,5 centímetros de comprimento. Fonte: O Globo - Publicado:3/09/13 

Comentário: A proibição de esmalte nas unhas no ambiente hospitalar usa o princípio de cautela ou de precaução. Boas Práticas de Segurança
O que isso significa? Quando uma atividade gera ameaça de dano à saúde humana,  avançamos com cuidado, como se o fracasso fosse possível, ou mesmo provável.
Composição do esmalte;
O esmalte é basicamente formado pela mistura de solventes orgânicos, nitrocelulose, plastificante, resina (presença de formaldeído), pigmentos e agentes tixotrópicos (causador de micro partículas). E cada componente é responsável por dar determinada característica ao esmalte.
O esmalte libera partículas, por micro fraturas. As reentrâncias das micros fraturas acomodam sujidades.
Quanto mais viva é a cor do esmalte, maior a camada de resina, maior probabilidade de soltar lasquinhas (microfissuras). Em média a durabilidade do esmalte é de 5 dias.
O esmalte perde sua resistência  em contato com detergentes e sabão em pó.
Agravação do risco
Durante a retirada de cutículas pode  ocasionar microfissuras na pele, que permitem a entrada de microorganismo.
- Unhas: devem ser curtas e bem cuidadas. Não podem ultrapassar a “ponta dos dedos”. Preferencialmente sem conter esmalte, pois libera partículas por micro - fraturas.

Obs: A Anvisa recomenda sua proibição, mas não é norma.  

Marcadores: , , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@5:50 AM