Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, março 23, 2013

Uso de álcool provoca 21% dos acidentes

Pesquisa do Ministério da Saúde revela que uma em cada cinco vítimas de colisão ingeriu bebida. Em 2011, a pasta gastou R$ 200 milhões com pacientes envolvidos em batidas. A faixa etária mais afetada é a de 20 a 39 anos
O consumo de álcool está relacionado a 21% dos atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) de pessoas envolvidas em acidentes de trânsito. Uma em cada cinco vítimas, em 2011, admitiram ter bebido. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde.

ESTUDO
O estudo avaliou 47,5 mil vítimas de violência e acidentes atendidas em 71 prontos-socorros públicos nas 27 capitais, em setembro de 2011.
O consumo de álcool foi verificado mesmo entre pedestres e passageiros -sempre entre vítimas com 18 anos ou mais.
■  22,3% dos condutores disseram ter bebido ou mostraram sinais de embriaguez,
■ essa mesma informação foi registrada para 21,4% dos pedestres e 17,7% dos passageiros atendidos.
Acidentes de transporte responderam por um a cada quatro atendimentos acompanhados no estudo. E, em mais da metade, as vítimas tinham entre 20 e 39 anos.
O levantamento constatou também que 49% dos registros de agressão ocorreram com pessoas que tinham ingerido álcool.

MAIORIA DAS MORTES: JOVENS
O ministro da Saúde,  ressaltou o fato de a maioria das mortes em função de acidentes ocorrer principalmente com jovens. “Além de todo o sofrimento, perdemos pessoas em idade ativa. Outro ponto a ser levado em conta é que 45% das vítimas tem entre 9 e 11 anos de escolaridade. Ou seja, perdemos pessoas com grau de instrução elevado.” Para o ministro, a relação entre álcool e acidente é direta e tem alto custo social e financeiro para o país.
“Há três pilares muito importantes na segurança no trânsito: a conscientização, uma legislação efetiva e fiscalização eficiente”, afirma o secretário-executivo do Ministério das Cidades. O estudo mostrou que, nos casos analisados, 56,8% dos acidentados atendidos eram motociclistas.

PERFIL DAS VÍTIMAS
O perfil das vítimas dos acidentes de transportes também é um fator importante.
Dos 21% das vítimas que admitiram a ingestão de álcool;
■22,3% eram condutores.
■chegando perto da quantidade de motoristas, 21,4% eram pedestres.
Mesmo longe do volante, eles acabam sendo vítimas de atropelamento quando estão alcoolizados, pois perdem a capacidade de percepção e se expõem a riscos.

PASSAGEIROS
Os passageiros também acabam se tornando vítimas do álcool: 17,7% dos acidentados consumiram bebida. Os dados mostram que o risco da pessoa que pega carona com quem bebe também é muito alto. Pesquisa recente da Faculdade de Medicina e Saúde da Universidade de Brasília (UnB) revela que, no Distrito Federal, um terço dos motoristas admitiram ter dirigido após beber nos últimos três meses. Além disso, 82,1% pegaram carona com alguém embriagado.
Em cerca de 70% dos casos estudados, as vítimas tiveram alta, pois os ferimentos não eram graves.
Fontes: Folha de São Paulo, Correio Braziliense, 23 de Fevereiro de 2013

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@6:44 AM