Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

terça-feira, dezembro 04, 2012

Perigo: Uso de ar comprimido para limpeza pessoal

Ar comprimido é um insumo ou forma de energia de ampla utilização. Entre inúmeras aplicações, pode-se mencionar: acionamentos e controles industriais, transporte pneumático, ejetores de fluidos, processos como produção de peças de vidro ou plástico, jato de areia, pinturas, ferramentas (marteletes, perfuratrizes, etc), acionamento de freios, operações submarinas, etc.

O AR COMPRIMIDO CONTÉM IMPUREZAS
As impurezas do ar normalmente não podem ser  percebidas por olhos humanos.
Não obstante, elas são capazes de interferir no  funcionamento seguro do sistema de fornecimento  de ar comprimido, bem como das ferramentas  pneumáticas. Um metro cúbico (1m3 ) de ar contém  uma variedade de impurezas como, por exemplo:
■Até 180 milhões de partículas de sujeira, de   tamanho entre 0,01 e 100 µ m 3 De 5 a 40 g/m3 de água na forma de umidade  atmosférica
■0,01 a 0,03 mg/m3  de óleos minerais e hidrocarbonetos
■Resíduos de metais pesados como: cádmio,  mercúrio e ferro

Compressores pegam não somente o ar atmosférico,  mas também as suas impurezas, as quais podem  estar em alta concentração.
Com uma compressão de 10 bar g  (10 bar de  pressão medida = 11 bar absoluto), a concentração de partículas de sujeira aumenta 11 vezes.
Um metro cúbico (1m3 ) de ar comprimido pode  conter neste caso até 2 bilhões de partículas de sujeira, considerando ainda as impurezas adicionadas ao ar pelo próprio compressor, como óleo lubrificante por exemplo.
Se todas essas impurezas e mesmo a água contidas no ar atmosférico permanecem no ar comprimido, conseqüências negativas podem surgir e certamente afetam o sistema de ar e as ferramentas que se utilizarão desse ar.

 Foto:Acidente causado pela má utilização do ar comprimido, a mangueira estava impregnada com areia no momento que o funcionário efetuava limpeza corporal .

 SEGURANÇA PARA O USO DO AR COMPRIMIDO
1. Jamais permita que o jato de ar sob pressão incida sobre o seu corpo ou de seu companheiro.
2. Antes de abrir qualquer válvula de ar comprimido, certifique-se que conexões,  mangueiras e abraçadeiras estejam seguramente presas e que não haja risco de serem desconectadas durante a execução do trabalho.
3. Sempre que ocorrer vazamentos de ar é sinal que algo está errado.
4. Verifique e corrija, eliminando o vazamento.
5. Atenção: se uma mangueira sob pressão desconectar-se, afaste-se  imediatamente do raio de ação das possíveis chicotadas. Se possível corte a  alimentação de ar deste ponto ou desligue o compressor.
6. Nunca abra uma válvula ou registro de serviço rapidamente, sempre o faça  devagar. Não esqueça que você estará liberando energia.
Foto: Acidente nos olhos provocado pelo ar comprimido

7. Nunca utilize ar comprimido para soprar lascas de madeira, cavacos, limalhas,  poeiras, partículas, líquidos do chão, máquinas, peças e equipamentos. Caso esta  operação seja necessária, utilize equipamentos de segurança adequados a cada  situação. Sempre utilize um regulador de pressão e ensaie pressões de trabalho  mais baixas (mantendo o nível de satisfação desejado).
8. Tenha muito cuidado com as pessoas presentes e com as que transitam no local. O ar comprimido pode arremessar todos estes elementos contra partes frágeis de  seu corpo ou de seu companheiro, assim como colocar em suspensão poeiras,  partículas e líquidos que inalados poderão causar sérios riscos a saúde.
9. Nunca utilize o ar comprimido para limpeza de roupas ou limpar pó, sujeira do  cabelo ou ainda qualquer parte do corpo. Partículas microscópicas podem penetrar em sua corrente sanguínea, o que pode ser mais grave se você tiver algum machucado.
10.Utilize o ar comprimido sempre com muito cuidado e o mantenha longe de seus  olhos, ouvidos, nariz e boca.
Foto: Acidente no braço provocado pelo ar comprimido

11.Nunca dirija o jato de ar comprimido para si ou para seu companheiro. Lembre-se
que o tímpano é uma membrana sensível e poderá se romper facilmente com a  força do ar comprimido.
12.Jamais utilize ar comprimido para respiração sem que esteja tratado com um  sistema eficiente de filtros coalescentes, incluindo o filtro de carvão. Em caso de  uso de ar comprimido para trabalhos no interior de ambientes confinados, tenha  certeza de que o ar seja respirável.
13.Nunca execute serviços em equipamentos pressurizados (compressores,  reservatórios, ferramentas pneumáticas), exemplo: remover um bujão para  completar o nível de óleo em um compressor, sem ter a certeza que o mesmo  esteja totalmente despressurizado, poderá causar acidente grave ou até mesmo  morte.

Foto: Acidente no dedo

CUIDADOS COM O AR
■Não dirija o jato de ar comprimido contra outra pessoa nem  brinque com ele.
■Não utilize ar comprimido para limpar roupa ou partes do  corpo.
■Não use ar comprimido de outras formas indevidas; 
■Conecte devidamente os engates da mangueira para evitar  vazamentos e que venham a se soltar e chicotear.
■Não dobre a extremidade da mangueira para impedir a saída do  ar e nem a amarre com arame.
■Utilize sempre óculos de segurança ao trabalhar com ar  comprimido, este EPI, protege de possíveis contatos com  partículas volantes.
■Utilize dispositivos apropriados na extremidade da mangueira  para controlar a saída do ar.
■Nunca utilize o dedo para controlar esta vazão, pois, o ar sobre  pressão poderá passar pelo tecido da pele e causar lesões.

Foto: Limpeza de roupa com ar comprimido

PERIGO BRINCAR COM AR COMPRIMIDO
Você seria capaz de brincar com  uma arma, talvez, fazendo roleta russa, com ela carregada  apontando para sua cabeça ou para seu colega? Claro que não!
Mas alguns fazem essa brincadeira, geralmente com vítima fatal ou com ferimentos graves. O ar comprimido usado de maneira incorreta é uma arma, também mortal. 
Muitos trabalhadores usam com brincadeiras ou usam após o trabalho “limpar” roupas e braços, ferramentas, etc.
O ar comprimido ligado a uma fonte de pressão de 7 kgf/cm2,  com uma mangueira de ¼ de polegadas, equivale  a uma pistola de 9 mm carregada.
É uma brincadeira perigosa e pode ser mortal

Foto: Brincando com ar comprimido com colega

O PERIGO DE APLICAR O AR COMPRIMIDO SOBRE O CORPO HUMANO
O uso inadequado do ar comprimido no  corpo humano pode provocar enfisema subcutâneo, que caracteriza-se pela presença de ar nos tecidos moles.
Devido o perigo que representa, o ar comprimido não deve ser aplicado sobre o corpo, usado para a limpeza de roupa de trabalho, braços,  ou para tirar pó ou sujeira do cabelo, afinal um jato de ar comprimido pode:
■Romper um Tímpano,
■Causar hemorragia interna ao penetrar pelos poros da pele,
■Descolar a retina dos olhos,
■Causar infecções na pele,
■Inflamações nos tecidos conjuntivos por causa das impurezas presentes no ar comprimido.

EMBOLIA SUBCUTÂNEA
Pode ocorrer ao penetrar ar sob o tecido subcutâneo.

EMBOLIA GASOSA
A lesão poderá ser fatal se o ar  atingir um vaso sanguíneo e pode  provocar  bolhas de ar que interrompe a circulação do sangue.

PROJÉTEIS
Pode-se empurrar ou arremessar partículas de metal ou outros materiais, a velocidades tão altas, que os convertem em mini projéteis perigosos para o corpo e principalmente para o rosto e olhos. Fonte: Bosch, Instalações Industriais (Archibald Joseph Macintyre)

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@4:36 AM