Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, junho 23, 2012

Aumenta número de javalis radioativos em florestas da Alemanha

Quase 25 anos após o desastre nuclear de Chernobyl, consequências ainda são sentidas

Foi um ótimo tiro. Um enorme javali. E uma grande decepção. Quando Georg van Bebber carregou seu javali para fora da floresta Ebersberg, perto de Munique, depois de um dia inteiro de caçada, ele estava entusiasmado com sua presa impressionante.

Mas antes que pudesse levar o animal para casa, um contador Geiger mostrou um problema: a carne do javali estava radioativa, num nível perigoso para o consumo humano. Era preciso jogá-la fora e queimá-la. "Eu realmente queria ter ficado com aquele javali", disse van Bebber, ao narrar o incidente.

Quase 25 anos após o desastre nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, suas consequências ainda são um assunto corrente em algumas partes da Alemanha, onde milhares de javalis abatidos por caçadores ainda aparecem com níveis excessivos de radiação. De fato, os números estão mais elevados do que nunca.

A compensação total paga pelo governo alemão no ano passado pelo descarte de carne contaminada chegou a 425.000 euros, a partir de apenas 25.000 euros pagos há dez anos, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente.

"A razão é que há mais e mais javalis na Alemanha, e mais estão sendo caçados e mortos, e é por isso que mais carne contaminada aparece", disse o porta-voz Thomas Hagbeck.

"Mas isso também mostra quanto tempo a contaminação radioativa continua a ser um problema para o meio ambiente", acrescentou.

Javalis estão entre as espécies mais suscetíveis às consequências da catástrofe nuclear de 24 anos atrás. Diferentemente de outros animais de caça, eles frequentemente se alimentam de cogumelos e trufas que tendem a acumular radioatividade. Além disso, eles fuçam o solo contaminado com seus focinhos.

Mas os javalis são também beneficiários de outra crise ambiental, a mudança climática.

A Europa Central está se transformando num paraíso para esses animais, à medida que as temperaturas elevadas fazem com que as árvores produzam um excesso de sementes e as plantações que os javalis às vezes invadem também tenham excesso de produção, disse Torsten Reinwald, da Federação Alemã de Caça.

"O número de javalis na Alemanha quadruplicou ou quintuplicou nos últimos anos, assim como o número de javalis abatidos", afirmou ele, acrescentando que países como Polônia e França também assistem a uma explosão populacional dos animais.

Artigos publicados – Chernobyl

Fonte: Estadão - 19 de agosto de 2010 

Marcadores: , , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@12:55 PM