Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, dezembro 03, 2011

Dois funcionários morrem atropelados por trem da CPTM em Barueri

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou na sexta-feira, 02 de dezembro,  que mais dois funcionários da empresa foram atropelados por um trem enquanto faziam inspeções na via. Os dois morreram no local. Em uma semana, este é o segundo acidente envolvendo atropelamento e morte de funcionários da empresa.

O acidente aconteceu na sexta-feira, de manhã, às 10h05. Ocorreu perto da Estação Barueri, região metropolitana da capital paulista, quando um trem da linha 8-Diamante (Julio Prestes-Itapevi) atropelou dois funcionários da empresa. EAD, 55, e ACS, 63, que realizavam inspeção da via. Ambos trabalhavam a mais de 30 anos na empresa.

Em nota, a CPTM lamentou o ocorrido e afirmou que irá abrir sindicância para apurar o acidente. “Cabe esclarecer que essas inspeções são regulares e realizadas por dupla de técnicos para identificar possíveis falhas na estrutura dos trilhos e dormentes, durante o dia. Nestes casos, os técnicos não devem acessar os trilhos. Eles caminham ao lado da via férrea, fora dos trilhos, para observar se há algum ponto danificado e, assim, informar à manutenção que providenciará o reparo.”, diz um trecho da nota.

Ainda segundo a companhia, os trabalhadores “estavam devidamente paramentados, utilizando todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) exigidos para o serviço, como capacete, colete com faixas refletivas e botas”. O texto diz, ainda, que ambos receberam treinamento em campo e “um deles passou por reciclagem sobre “ações de segurança para atuar nas linhas”. A CPTM fez questão, também, de ressaltar que “ambos tiraram férias, um em julho e o outro em agosto”.

Fontes: Folha.com e UOL Notícias – 02 de dezembro de 2011

Comentário: Para a CPTM os funcionários que inspecionavam a via permanente não adotaram o procedimento correto de inspecionar a via pelo lado externo (fora da via). Em menos de uma semana cinco casos fatais, alguma falha tem no sistema de segurança adotado pela empresa. Parece que a empresa sofre de cultura de segurança anêmica? A organização tem de reconhecer que existe algo errado nesse procedimento e corrigi-lo. A finalidade de uma investigação é procurar as falhas do sistema (organização, pessoal, material) para que possam ser corrigidas ou alteradas para que eventos similares possam ser prevenidos no futuro. Pela foto (amarelo) a  visão do local do acidente é total
As regras de segurança devem ser elaboradas visando efetivamente o pessoal de via permanente, com suas restrições e riscos. Não devemos esquecer os riscos são dinâmicos (dependem de diversos fatores do local do trabalho) e as regras de segurança são estáticas.
Nos EUA algumas empresas adotam a inspeção e manutenção em horários de pouco movimento
Os responsáveis pela inspeção e manutenção devem comunicar aos operadores de tráfego. Os trens devem entrar numa zona de risco de 180 m com velocidade reduzida 35 km/h e devem passar com autorização dos inspetores. Em vias compartilhadas devem ser usadas sinalização manual (funcionários).

Vídeo:
Existe tecnologia wireless, em que o trabalhador envia o sinal para o centro de operação.

Marcadores: , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@11:32 AM