Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

quarta-feira, outubro 19, 2011

Médicos americanos querem banir uso de protetores de berço

Acessório aumenta risco de sufocamento; pediatras dizem que berço deve ter só lençol

Novas diretrizes de segurança para evitar as mortes acidentais de bebês durante o sono foram divulgadas ontem pela Academia Americana de Pediatria.
Segundo os médicos, o uso de protetores de berço, acessórios acolchoados que são amarrados nas grades dos móveis, não aumenta a segurança do bebê e ainda aumenta o risco de morte acidental por sufocamento.

Nos EUA, a cidade de Chicago já proibiu a venda dos protetores de berço. Iniciativas similares já começam a aparecer em outros Estados.

De acordo com Aramis Antonio Lopes Neto, presidente do departamento de segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria, não é recomendado;
■ o uso de qualquer objeto solto no berço.
■ a criança pode se enrolar, sufocar.
■ o berço deve ter apenas o lençol, preso por debaixo do colchão para a criança não se enrolar.
■ dormir com o bebê na cama não é recomendado.
O ideal é que o bebê durma de costas no berço, que deve ficar no mesmo quarto dos pais.

Segundo Lopes Neto, não há uma recomendação específica sobre os protetores de berço no Brasil, até porque são raros os acidentes causados pelo acessório.

A academia americana baseou a nova recomendação em um estudo de 2007 que analisou casos de mortes entre 1985 e 2005.
Nesse período, foram encontradas 27 mortes ligadas aos protetores. Segundo o estudo, a proteção conferida pelo acessório é dispensável. O melhor, portanto, é não usar.

Fonte: Folha de São Paulo - São Paulo, 19 de outubro de 2011

Comentário:
Em 2005, a Agência de Proteção ao Consumidor do Canadá , já recomendava a proibição desse acessório no berço.

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@10:02 AM