Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, março 12, 2011

Montador é eletrocutado por fio de alta tensão

O acidente aconteceu na tarde de quinta-feira, 10 de março, quando o montador de painéis, MA CM, 36 anos, trabalhava sobre um prédio na avenida Orlando Rodrigues da Cunha, no bairro Leblon, Uberaba.

O montador estava prestando serviço, montando um painel na fachada, a cerca de 20m de altura

CHOQUE
Segundo testemunhas, ele montava um painel e estava sobre um prédio. Ao tentar colocar uma barra metálica no telhado, ele encostou o metal em um dos fios de alta tensão da rede elétrica. Nesse momento, o montador foi atingido por uma descarga de mais de 30 mil volts e foi arremessado contra o telhado do imóvel, caindo inconsciente.

RESGATE
Viaturas de resgate do Corpo de Bombeiros e Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram até o local e os bombeiros tiveram que quebrar o telhado do imóvel, além das telhas de outro comércio para retirarem a vítima sobre a laje de uma residência. No local, os bombeiros depararam com o montador caído, inconsciente, sobre o telhado..
De acordo com cabo BM Henrique, eles tiveram trabalho para retirar a vítima, devido à altura e falta de acesso. "Foi muito difícil de retirá-lo, porque o prédio é alto e os fios elétricos atrapalhavam o resgate" conta Henrique.

ATENDIMENTO MÉDICO
Após atendimentos pré-hospitalares foi constatado que Márcio sofreu corte nas mãos, onde entrou a descarga, e perfurações nos pés, onde a descarga saiu do corpo da vítima. Ele foi socorrido em estado grave e levado por médicos do Samu para o pronto- socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), onde permanece internado.

Fonte: Jornal de Uberaba – 11 de março de 2011

Comentário:

O QUE AS CONCESSIONÁRIAS RECOMENDAM
Cerca de 60% dos acidentes elétricos resultam em lesões corporais graves e 40% em fatais. A maioria dos casos foi provocada pela imprudência e negligência das pessoas no trato com a rede elétrica.

SÃO EXEMPLOS DE IRREGULARIDADES:
■ Redes e linhas de distribuição, tanto da Concessionária como particulares, que tenham as distâncias mínimas (estabelecidas em normas técnicas da empresa) invadidas por edificações em construção ou em reforma, pintura e limpeza, localizadas próximas, sobre ou sob estas redes;
■ Instalações que, por estarem próximas ou desrespeitando as distâncias mínimas de segurança, oferecem riscos de acidentes de origem elétrica: marquises, sacadas, platibandas, placas e painéis, luminosos, andaimes fixos e móveis, plataformas de proteção e contenção, escadas, cordas de segurança.

OPERAÇÕES PRÓXIMAS À REDE ELÉTRICA
Indivíduos que exercem atividades profissionais mais propensas ao contato com a rede elétrica, como pintores, instaladores de antena e outdoor, pedreiros, podadores de árvores e calheiros, devem ficar atentos às normas básicas de segurança.

NA CONSTRUÇÃO CIVIL
■ Antes de construir ou executar reformas em prédios e outras instalações, próximas da rede elétrica, deve ser verificado se não há situações perigosas por perto. Encostar ou aproximar andaimes, escadas, barras de ferro ou outros materiais nos fios elétricos podem ser mortais. Em situações que podem oferecer riscos, deve ser sempre consultada a Concessionária para verificar se é possível desligar temporariamente a rede ou isolá-la com materiais especiais.

NA INSTALAÇÃO DE LETREIROS E PLACAS
■ Respeitar sempre distâncias seguras da rede elétrica, não permitindo que letreiros, placas e lambris fiquem encostados na mesma.

NA INSTALAÇÃO DE ANTENAS DE TV
■ Quando houver rede elétrica nas proximidades, a instalação de antena deve ser efetuada por profissional qualificado e experiente.
■ Nunca instale a antena próxima a pára-raios, nem interligue o cabo da antena aos condutores elétricos do mesmo.

A empresa poderia ter evitado esse acidente fatal se tivesse critérios de autorização de serviços de trabalhos com segurança, que são as permissões de trabalho com segurança.
São orientações básicas para efetuar serviços na empresa, com segurança. Para se evitar os acidentes de trabalho, são elaboradas essas normas de segurança e análise de riscos, pois são necessários conhecer e respeitar os riscos existentes em cada atividade e em cada local de trabalho.

É um procedimento básico conhecer o serviço, analisando os seguintes critérios;
■ Onde será feito o serviço?
■ Como será feito o serviço?
■ Foi feito a análise do risco?
■ As permissões de trabalho seguro estão de acordo com os riscos?
■ Acompanhamento; orientação e fiscalização são necessários?

Em geral a empresa e o Ministério do Trabalho acham que organizando a vida do trabalhador num ambiente de trabalho num manual de instrução de segurança, os problemas de segurança acabaram? Existe uma diferença muito grande entre o trabalho prescrito e o trabalho real, principalmente se não houver fiscalização ou entre cultura declarada da empresa e a cultura percebida no ambiente de trabalho.

Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@11:41 AM