Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

quarta-feira, abril 04, 2007

Tragédia na BR-277 no Paraná


Por volta das 9 h15, sábado, 31 de março de 2007, na rodovia BR-277, no km 40, próximo ao Viaduto dos Padres, sentido Curitiba-Paranaguá., uma carreta, com placa de Marmeleiro (PR), que transportava uma carga de soja, teria ficado sem freios na descida da serra, depois de uma ultrapassagem. Sem controle, a carreta atingiu dois caminhões e esmagou outros quatro carros, antes de parar na mureta central da pista e pegar fogo.

Saldo da tragédia
Sete mortes, sete feridos e sete veículos envolvidos no acidente.

Interrupção do tráfego
De acordo com informações da Ecovia, concessionária que administra o trecho, a rodovia foi liberada nos dois sentidos por volta das 16 h. O trânsito ficou bastante lento no local.

Atendimento de emergência
Oito viaturas de atendimento de emergência trabalharam no resgate. A PRF (polícia rodoviária federal) e a Ecovia orientaram o tráfego na região.


Fontes: Fontes: Gazeta do Povo e Folha Online, no período de 31 de março a 2 de abril de 2007



Comentário
Os principais problemas encontrados pelos órgãos públicos durante a fiscalização de caminhões em estradas foram;
■ Falta de manutenção no sistema de freios, pneus, suspensão, sistema de iluminação e sinalização.

Outro problema comum que pode ter acontecido, como o caminhão estava numa descida, caso o motorista não controla adequadamente a velocidade do caminhão através do retardo do motor e freio, poderá ocorrer superaquecimento nos freios ou fading pela utilização excessiva e como conseqüência a sua falha.

Fading ou superaquecimento é a perda do coeficiente de atrito das pastilhas, ou lonas de freio, determinado pelo excesso de temperatura gerado no sistema de freios durante frenagens bruscas ou uso excessivo dos freios em trechos longos de descida.

É extremamente importante controlar a descida de veículos pela ação de retardo do motor, deixando os freios frios para situações de emergência. Descidas mais rápidas geram superaquecimento dos sistemas do veículo, especialmente os freios, que tem capacidade limitada de dissipar calor, aumentando o risco de falhas e acidentes. ACCA

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@2:53 AM