Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sexta-feira, março 16, 2007

Caminhão-tanque explode e mata soldador

Em 8 de fevereiro de 2007, às 15 h 30 min, um caminhão-tanque explodiu e matou na hora o soldador José Alves de Queiroz, em Porto Velho (RO). O acidente ocorreu na hora em que o veículo passava por reparos em uma empresa de transporte na BR-364.

Vítima foi jogada fora da empresa
O impacto foi tão grande que arremessou parte do corpo da vítima para fora da empresa.

Causas
As causas do acidente ainda estão sendo investigadas, mas a suspeita principal é que houve falha na retirada dos gases de dentro do tanque, procedimento obrigatório antes de reparos. Este foi o segundo acidente deste tipo em oficinas de Porto Velho em menos de quatro meses.

Fonte: TV Rondônia –08 de fevereiro de 2007

Comentário
As entidades prevencionistas (sindicatos, órgãos de classe e governo) têm de fazer com que as informações que cheguem no chão de fábrica ou numa pequena borracharia sejam simples e inteligível ao trabalhador. As entidades de segurança inglesa e americana dão tanto importância a segurança a uma pequena oficina tanto quanto a uma grande empresa.
Não devemos esquecer o slogan do governo “Trabalho seguro é um direito de todos os trabalhadores e um dever dos órgãos e entidades do Sistema de Segurança e Saúde de Trabalho”.
As informações devem ser simples, objetivas, escritas e impressas como, explicando tópicos de segurança, EPI, trabalho em equipe, meio ambiente, em que o trabalhador poderia carregar no bolso esses gibizinhos. Não temos nada disso. O governo está mais preocupado com os formulários do que divulgar a cultura de segurança nas empresas. Até agora o governo está confundindo norma de segurança com cultura de segurança.

A limpeza, inspeção e manutenção de tanques de armazenagem são operações para funcionário treinado e que requer a implementação de rigorosos procedimentos e precauções. Estas incluem a emissão de permissão de trabalho, desgaseificação dos tanques, utilização de cintos de segurança e linha de vida/cabo vida e a utilização de aparelho de respiração autônomo. Antes de entrar e enquanto a limpeza estiver sendo realizada, a atmosfera dentro do tanque deve ser monitorada utilizando um medidor de oxigênio e/ou explosímetro.

Limpeza de tanque para soldagem
O tanque deve ser limpo com vapor para a remoção residual do inflamável e de seus vapores. O fluxo e temperatura do vapor devem ser suficientes para elevar a temperatura do tanque acima da temperatura de ebulição do inflamável e a vaporização deverá ser continuada até que os vapores do inflamável tenham sido removidos. O tanque deve depois ser resfriado, preferivelmente enchendo-o de água e drenando-o uma ou duas vezes. O tanque deve ser depois limpo com ar fresco e o ar deve ser testado (aparelhos) quando à presença de vapores do inflamável, antes de se permitir a entrada do pessoal. As linhas de vapor e água devem estar aterradas para evitar-se o acúmulo de eletricidade estática. ACCA

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@7:21 AM