Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, março 12, 2007

Acidente com Produto Perigoso em Santana do Parnaíba

Por volta das 11:30 horas de quinta-feira, 01 de março de 2007, na Rua Maranhão, Bairro Chácara Solar, município de Santana do Parnaíba, São Paulo, ocorreu um acidente de trânsito, envolvendo um caminhão transportando aproximadamente 10.000 (dez mil) litros de Resina em Solução Inflamável, ONU Nº 1866.

Causa do acidente
De acordo com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB) e da Guarda Municipal (GM), o caminhão encontrava-se estacionado efetuando descarga e devido ao declive da via o veículo desceu em marcha-a-ré, chocou-se contra um poste e a fiação elétrica se rompeu caindo sobre a carga que vazava devido ao acidente, dando início a um incêndio.

Propagação da chama e produto
O produto em chamas escorreu pelo meio fio, por dois quarteirões causando danos leves em mais treze imóveis e graves nas residências localizadas na Rua Maranhão nº 2 e Rua Paraíba nº 252 e 258, ficando as duas primeiras totalmente destruídas e a terceira parcial. As três casas foram interditadas.

Vítimas
Treze pessoas sofreram intoxicação pela fumaça e foram socorridas por ambulâncias da Prefeitura e Guarda Municipal ao Posto de Atendimento Médico do Bairro Fazendinha, onde foram medicadas e liberadas.

Retirada de resíduos
A Companhia de Saneamento Ambiental, Cetesb, retirou os moradores do local, acompanhou a limpeza da área e monitorou a rede de esgoto, mas não encontrou sinais de risco para novas explosões.

Desabrigados
Segundo a Defesa Civil da cidade, os desabrigados foram levados a hotéis e casas de parentes e amigos.

Indenização
A empresa responsável pela carga informou que vai indenizar duas famílias que tiveram as casas totalmente destruídas.

Fonte: Defesa Civil de São Paulo - 02 de março de 2007

Comentário:
A causa do acidente foi defeito mecânico do caminhão, que implica que a manutenção deste veiculo não é satisfatória ou não existe uma programação de manutenção preventiva para o veículo, que transporta produtos perigosos. Um simples calço de segurança poderia ter evitado a descida do caminhão e como conseqüência o desastre.
Mas esse procedimento envolve uma política de segurança veicular com os seguintes procedimentos;
■ Inspeção preventiva de veículos e equipamentos com finalidade;
reduzir o número de acidentes, quebras e perdas relacionadas ao desempenho de veículos e equipamentos;
Identificar falhas em componentes ou sistemas que possam resultar em acidentes ou incidentes
■ Inspeção preventiva ou check list preventivo realizado pelo motorista antes da viagem
■ Manutenção do sistema de segurança do veiculo
Na maioria das vezes, os mecânicos atuam de modo corretivo e não observam detalhes importantes que podem gerar problemas futuros durante as viagens.
Como por exemplo, no sistema de freio não basta regular as guarnições. Também deve verificar o funcionamento do sistema, isto é, câmaras de freio, válvulas, etc.
■ Treinamento do motorista
Treinamento e reciclagem de motorista em direção defensiva e curso de MOPP (Movimentação e Operação de Produtos Perigosos).

Em 2006, dos 2.200 veículos fiscalizados, 720 tinham algum tipo de problema que poderia causar vazamentos ou acidentes, segundo alerta o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem).
Pelos registros do Ipem, problemas nos pneus e freios e falhas nas válvulas de descarga dos caminhões fizeram com que 374 dos 720 veículos considerados irregulares tivessem a documentação apreendida. Alguns caminhões apresentaram pontos de vazamento causados por corrosão ou trincas. Nota-se que pela inspeção realizada pelo Ipem predomina a falta de manutenção do veículo de itens de segurança . ACCA

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@6:04 AM