Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

terça-feira, fevereiro 27, 2007

Especialistas avaliarão os possíveis riscos de um componente químico do plástico, Bisfenol A

Um grupo de especialistas americanos estudará os possíveis riscos do bisfenol A (em português BFA, em inglês Bisphenol A, BPA), um agente químico que se pode encontrar em alguns vasilhames de plástico ou metálico. Análises prévias realizadas com animais mostraram que o BPA poderia afetar à capacidade reprodutiva.

O Centro de Avaliação de Riscos para a Reprodução Humana (CERHR, sigla em inglês), dependente do Instituto de Saúde dos E.U.A (NIH), foi o encarregado de constituir o painel com 15 especialistas. Eles serão os que, a partir do próximo cinco de março, analisarão o possível efeito prejudicial deste componente.

Para que o CERHR decida estudar um determinado agente químico, como ocorreu neste caso, devem cumprir-se uma série de requisitos: alto nível de produção; ampla exposição humana; evidência da toxicidade reprodutiva em estudos animais e preocupação pública.

O bisfenol A está presente nos plásticos e nas resinas. Os primeiros, tal e como indicam os NIH, utilizam-se em vasilhames de alimentos ou bebidas, CD's, DVD's, equipamento elétrico e eletrônico, automóveis e equipamento de segurança desportiva.

Quanto às resinas, estas se empregam com freqüência como revestimento de proteção nos vasilhames metálicos de alimentação e bebida e nas tubulações de água.

Portanto, a população pode‑se expor ao BPA de maneira direta ou ao ingerir alimentos ou bebidas que têm estado em contato com um material fabricado com este componente. Depois de dois dias e meio de reuniões, o referido painel de especialistas decidirá se esta exposição pode ser prejudicial para o desenvolvimento humano e/ou a reprodução.

Vide artigo editado no Blog: Bisfenol A - Estudo liga plástico à doenças embrionárias

Fonte: El Mundo - Martes, 27 febrero 2007.

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@12:27 PM