Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sexta-feira, novembro 17, 2006

Incêndio na fábrica da Sadia em Toledo


Um incêndio na quinta-feira, 16 de novembro de 2006, queimou totalmente a fábrica de assados, empanados e cozidos da Sadia em Toledo. O incêndio começou por volta das 16h15min, formando uma enorme nuvem de fumaça que podia ser vista a quilômetros de distância.

Foto ampliada:
http://zonaderisco.nafoto.net/photo20061117143606.html

Mobilização de pessoal de emergência
O incêndio mobilizou a brigada de incêndio da empresa, o Corpo de Bombeiros de Toledo e até de Cascavel, para onde foi pedido reforço, bem como Polícia Militar e agentes da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito.

Isolamento da área
Policiais militares e da Secretaria de Segurança e Trânsito isolaram a área diante dos riscos de explosão.

Início do incêndio
O incêndio, segundo informações obtidas junto a funcionários, começou na linha 6, pelas paredes. “Tão logo os funcionários viram fumaça foram abertas as portas de emergência e todos os funcionários saíram rapidamente, contou um dos funcionários do setor, que preferiu não se identificar”. Segundo ele, houve bastante correria, mas todos os funcionários saíram rapidamente e em segurança.Ele afirmou ainda que os funcionários somente perceberam a gravidade do ocorrido na parte externa da empresa, uma vez que internamente o incêndio parecia de pequenas proporções. A linha 6 entrou em operação há menos de um mês.

Carga de incêndio elevada no interior da fábrica
No interior da empresa o material é altamente inflamável, incluindo plástico, isopor, papelão, óleo utilizado para frituras e tanques de amônia. O gás é utilizado para a refrigeração, altamente inflamável e tóxico, se inalado.

Causa provável
Ainda desconhecida

Evacuação do prédio
Cerca de 600 funcionários trabalhavam no local, quando o incêndio ocorreu. O prédio foi evacuado rapidamente, sem o registro de feridos. Centenas de pessoas se aglomeraram nas imediações para ver a proporção da tragédia, entre eles funcionários que iriam iniciar o seu turno de trabalho.
A maior preocupação da empresa foi com a segurança das pessoas. O sistema de segurança funcionou, com a evacuação rápida da empresa sem que tenha sido registrado qualquer registro de feridos

Perda total da fábrica
A fábrica teve perda total e a preocupação maior dos bombeiros era de refrigerar os tanques de amônia, diante de riscos de explosão pelo calor intenso.

Investimento perdido
Conforme a assessora de imprensa da empresa, Lizete Kreutz, lamentou a confirmação de perda total na fábrica de assados, empanados e cozidos, em uma avaliação inicial, que servia como fábrica modelo. Nela foram investidos mais de R$ 100 milhões. A empresa é a maior de Toledo e em todo o seu complexo abriga cerca de 8 mil funcionários diretos.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social. – Prefeitura de Toledo - 16/11/2006

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@9:46 AM