Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

sábado, novembro 25, 2006

Explosão em doceria de S. José

O acidente ocorreu por volta das 9h, sexta-feira, 16 de julho de 2004,quando oito funcionários trabalhavam no local.
Segundo o Corpo de Bombeiros, a explosão ocorreu no momento em que um dos funcionários manuseava um tambor com dez litros de álcool ao lado do fogão da cozinha.

Controle do incêndio
O fogo foi controlado em poucos minutos pelos próprios confeiteiros da doceria, que utilizaram extintores de incêndio para conter as chamas.

Vítimas
O confeiteiro Irineu de Almeida, 44 anos, teve queimaduras de 1º, 2º e 3º graus em várias partes do corpo e foi levado em estado grave para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Pronto-Socorro da Vila Industrial, onde passou por uma cirurgia.
Gilson Nunes da Silva, 30 anos, sofreu queimaduras no pescoço e no rosto e também permaneceu internado no hospital.
A terceira vítima do acidente, Márcio Alves da Silva, 33 anos, teve ferimentos leves e recebeu alta ainda pela manhã.
Segundo o diretor plantonista do PS da Vila, Ricardo Guimarães, o estado de saúde dos dois pacientes internados era estável até o início da tarde.

Explosão e pânico
No momento da explosão, não havia nenhum cliente na doceria. O acidente, no entanto, causou momentos de pânico entre os funcionários da Marinella e chamou a atenção de dezenas de pessoas que passavam pelo local.O impacto da explosão destruiu as janelas e parte do forro da cozinha do estabelecimento.

Corpo de bombeiros
O Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria no local do acidente, mas não encontrou irregularidades nas instalações da doceria.

Empresário diz cumprir normas de segurança
O empresário Giuseppe Ambrosano, 58 anos, proprietário da doceria Marinella, classificou como uma 'fatalidade' o acidente ocorrido em seu estabelecimento.

Segundo o empresário, a doceria, que também funciona como bufê, oferece "totais condições de segurança e infra-estrutura aos seus funcionários" e nunca havia registrado explosões. "Tomamos um grande susto, nem estava na doceria na hora do acidente. Em 30 anos de profissão, nunca havia acontecido nada semelhante. Foi uma triste fatalidade", afirmou.

Ambrosano disse ainda que todos os funcionários da doceria, uma das mais tradicionais da cidade, são profissionais experientes e que já passaram por vários treinamentos."Todos os funcionários sabem que é um grande risco manusear um tambor de álcool ao lado do fogão. Acho que o acidente ocorreu em um momento de distração", afirmou Ambrosano.

Interrupção de funcionamento da doceria
O acidente também comprometeu temporariamente parte da produção da doceria, prejudicada pelo pó químico dos extintores.

Inquérito
O caso foi registrado no 1º DP (Distrito Policial) de São José, que deverá instaurar um inquérito para investigar os motivos da explosão.

Álcool de cereal
O produto, feito à base de cereais, é utilizado para dilatar as cerejas que são colocadas em bolos e doces.

Fonte: Vale Paraibano - 17 de Julho de 2004

Dados técnicos do álcool de cereal
Líquido inflamável volátil, com cheiro característico.

Fogo: Produto Inflamável em presença de fontes de ignição ou aquecimento. Os recipientes podem explodir com o calor do fogo. Ponto de Fulgor 37ºC.

Saúde: Irrita a pele, os olhos e as vias aéreas superiores. Exposições a concentrações elevadas podem causar dor de cabeça, náusea, tonteira e perda de consciência. Os vapores podem causar tonturas e sufocamento. O contato pode causar queimaduras ou irritação na pele e olhos.

Comentário
Fico imaginando o que se passa pela cabeça do funcionário manipulando um galão de 10 litros de álcool próximo a uma fonte quente (fogão). Lembra muito uma criança com um frasco de álcool, brincando como se fosse uma bisnaga diante do fogo. A criança não tem noção de perigo. Mas um funcionário com bastante experiência, deve ter feito várias vezes essa manipulação e ter contado com a sorte. O proprietário disse que é uma fatalidade? Fatalidade manipular um líquido inflamável próximo ao fogão ou esperava que o “Santo da Segurança” ajudasse todas as vezes que cometesse essa irregularidade. Existe um limite e aconteceu o acidente.ACCA

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@1:25 AM