Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

segunda-feira, setembro 22, 2014

Perigo:Retardantes de chama estão em toda parte

Retardantes de chama foram encontrados em pinguins da Antártida e outros animais e lugares inesperados.

Há pouco mais de 10 anos,  Dr. Arnold Schecter, pesquisador de saúde pública no Texas, começou a encontrar vestígios de retardantes de chama químicas no leite materno das mulheres americanas. Evidencia-se  que os compostos foram levados para o leite da gordura no corpo das mães.

"O percurso não foi uma surpresa", disse o Dr. Schecter, professor de saúde ambiental da Escola de Saúde Pública da Universidade do Texas (EUA), em Dallas. O leite materno é rico em gordura, e os compostos que ele estava olhando - éteres difenil-polibromados ou PBDEs – permanecem  em gordura.

A verdadeira questão era como os retardantes de chama estavam penetrando no  corpo das mulheres, em primeiro lugar. Uma fonte inesperada revelou ser a alimentação. Dr. Schecter pesquisou os supermercados de Dallas e descobriu retardantes  de chama em produtos ricos em lipídios, incluindo manteiga e manteiga de amendoim, bacon, salmão, pimenta com feijão, frios fatiados e muito mais.

Eles estão presentes em pequenas quantidades, enfatizou. Mas que eles estão lá em tudo,  levantam questões em que os pesquisadores estão cada vez mais preocupados. Se os retardantes de chama  podem ser encontrados até mesmo na manteiga de amendoim, então onde mais eles se espalham? E quais os riscos de saúde vêm com eles?

Os retardantes de chama são uma família de compostos químicos que reduzem a inflamabilidade ou inibe  a propagação de incêndios, numa gama de formas - de interferir com a capacidade do fogo para consumir oxigênio, para a formação de uma barreira, para atuar como agente de refrigeração química. O uso dos produtos químicos cresceu muito na década de 1970,  quando os fabricantes passaram a usar cada vez mais  em materiais sintéticos e plásticos que queimam rapidamente. Hoje, cerca de 1,5 milhões de toneladas destes compostos são utilizados em todo o mundo a cada ano.
Várias formulações de retardantes de chama estão ligados a uma variedade de possíveis efeitos sobre a saúde, todos ainda sob estudo. Alguns parecem ser bastante benignos, mas outros são suspeitos de carcinógenos. Alguns parecem interferir com o funcionamento normal de hormônios, notadamente os hormônios da tireóide, enquanto alguns como PBDEs, parecem afetar o desenvolvimento do cérebro.

Mas, para entender e medir esses riscos para a saúde, os pesquisadores primeiro precisam descobrir a extensão da contaminação do meio ambiente. A resposta está cada vez mais clara: Os retardantes de chama mostram uma notável capacidade de se espalhar por toda parte. "Estamos expostos em todos os ambientes conhecidos", disse Heather Stapleton, professora associada de ciências ambientais na  Universidade de Duke que vem estudando retardantes de chama há 15 anos.

Alguns dos produtos químicos mais antigos, como PBDEs, estão sendo eliminados nos Estados Unidos (e foram proibidos na Europa). Mas porque eles foram projetados para ser, compostos resistentes duráveis, que teimosamente persistem em nosso entorno. E alguns de seus substitutos, como uma nova geração de retardantes de chama organofosforados estão também aparecendo em lugares indesejados.

Retardantes de chama foram encontrados em pinguins da Antártida e em orcas do Ártico; em falcões norte-americanos e corujas; em ovos de aves na Espanha, peixe no Canadá e, indiretamente, em abelhas, mel do Brasil, Marrocos, Espanha e Portugal foram encontrados contaminados com retardantes de chama. Estes produtos químicos também foram descobertos em casas e escritórios, metrôs e trens, carros e aviões. A Dra. Stapleton trabalhou em um estudo recente mostrando que as cabines de avião contêm níveis surpreendentemente elevados, lixiviação (processo de liberação lenta de compostos químicos) de bancos, caixas e até mesmo na  cortina que divide a primeira classe da econômica. Ela  pesquisou componentes em produtos para bebês. Recentemente, ela publicou um estudo sobre retardantes de chama em barracas.

"Se um campista monta uma barraca numa área muito quente, parece que os produtos químicos saem do tecido da barraca", disse Stapleton. "Estamos preocupados com que as pessoas estão respirando."
As atividades humanas ajudam a espalhar os retardantes  de chama,  com maior difusão em todo o planeta  devido sua utilização por longo tempo em residências e empresas. Os compostos são frequentemente pulverizados em tecidos e espumas utilizadas em mobília, roupas de cama e vestuário, em vez de ligado quimicamente ao material. Então, eles são gradualmente desprendidos. Muitas vezes, eles se unem a partículas de poeira, que não só se instalam em pisos e prateleiras, mas também são levados pelo ar para o exterior através de portas e janelas abertas e sistemas de ar condicionado.

Uma vez fora,  pode ser transportados em qualquer lugar por água e ventos. "Sabemos que isso de outros materiais de longa duração, como o DDT", disse Stapleton. "É o chamado efeito gafanhoto".
Obs: Efeito gafanhoto-  os  compostos voláteis e emitidos mais intensamente para a atmosfera em áreas mais quentes são transportados pelos ventos e condensam-se em áreas mais frias, depositando-se novamente no ambiente até a próxima oportunidade de volatilização.

É claro que nem tudo é transportado  - muito fica bem no quarto. Um estudo de 2012 concluiu que a maioria dos lares americanos contém pó contaminado por retardantes  de chama. Uma recente pesquisa em quarenta creches na Califórnia revelou uma ampla gama de retardantes de chama, incluindo PBDEs, em cada uma das amostras de poeira.

O pó pode ser especialmente perigoso para crianças pequenas, porque arrastam ou engatinham no chão e muitas vezes colocam as mãos na boca, disse o principal autor do estudo, Asa Bradman, diretor associado do Centro de Pesquisa   Ambiental e Saúde da Criança da Universidade de Califórnia, Berkeley. Ele não se surpreende que os produtos químicos aparecer nas próprias crianças.

Um estudo anterior do Dr. Bradman, medindo  níveis de retardantes de chama em sangue de crianças,  eles foram encontrados em níveis  maiores entre aqueles que  brincavam no interior das casas  na maioria das vezes, principalmente em bairros pobres, onde os pais não deixam por razões de segurança, brincar fora.

Retardantes de chama são regulamentados nos Estados Unidos, principalmente, Lei Federal de Controle de Substâncias Tóxicas de 1976, que não requer estudos de toxicidade ou efeitos na saúde a longo prazo para a maioria dos compostos industriais antes de serem comercializados. Apesar de terem sido feitos vários esforços para atualizar essa legislação, até agora  não ganhou apoio suficiente do Congresso.

No momento, não há muito que você pode fazer para limitar a sua exposição. Dr. Bradman recomenda lavar as mãos frequentemente e  limpar com aspirador, especialmente em ambientes em que as crianças podem ser expostas. Ele também sugere à procura de produtos rotulados como livre de retardantes de chama.

Medidas mais eficazes, acrescentou, vão exigir mudanças das políticas nacionais, incluindo as leis que exigem uma melhor avaliação destes produtos químicos e financiamento para estudos de estratégias alternativas de proteção contra incêndio. "Antes de envolver com o uso generalizado de substâncias químicas com potencial para acabar em tudo, devemos parar para perguntar se eles são realmente necessários", disse Thomas R. Zoeller, professor de biologia da Universidade de Massachusetts Amherst, que estuda o efeito de retardantes de chama sobre a tireóide.

Ele acrescentou: "Devemos fazer, colocar algumas dessas regras em vigor, antes de colocar a próxima geração em qualquer outro risco." Fonte: The New York Times - 01 julho de 2014 

Comentário:
No Brasil podemos encontrar;
■Cabos elétricos e acessórios
■Instalações e equipamentos eletro-eletrônicos
■Revestimentos de pisos e carpetes
■Transportes em geral
■Têxteis, móveis estofados, espumas para colchões
■Plásticos, produtos de isolamento

Marcadores: , ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@12:27 PM

Assinar
Postagens [Atom]